Capítulo quarenta e três

64K 4.5K 2.5K
                                    

2 meses depois

Milena🌸

Mensagens💗

Mi: amorzinho, cadê você?

Mensagens💗

Fiquei esperando pela resposta, porque ele tava online, mas depois saiu sem nem visualizar a minha mensagem.

Eu tava querendo manter a paz, então nem pensei em mandar várias mensagens ofendendo ele.

Hoje fazia uma semana que a gente não brigava, sendo por besteira ou não, grande conquista.

Deixei meu celular em cima da cama, e fui pra cozinha aonde estava o cabelinho e a Bruna, conversando.

Cabelinho: Não tem como tentar, se você não se esforça, Bruna!

Bruna: A real é que eu nunca estive pronta, e nunca vou estar para dar início a um namoro, Jonas.

Mi: Hm, verdade. O último namorado que ela teve foi aos doze anos, e ela obrigou ele a namorar com ela, porque nenhum outro menino queria, já que a Bruna batia em todo mundo que chegava perto.- Cabelinho deu risada, e ela cruzou os braços rindo.

Cabelinho: Se for pra me bater eu nem quero.- Levantou os braços em rendimento.

Bruna: Eu não quero, Jonas. Não gosto de ter alguém 24h no meu pé, querendo saber o que eu faço ou deixo de fazer! Eu gosto de ser livre, e namoro só vai me prender, esse lance nunca deu certo pra mim.

Cabelinho: Beleza, não vou encher a tua cachola! - Balançou a cabeça, olhando pra mim.- tá vendo né, Milena? Quando aparece um cara que quer dar valor, ela não quer.

Mi: Não podemos fazer nada, amado. A decisão é dela, e ninguém além pode se meter, dizendo o que ela deve fazer.

Cabelinho: É isso ai.

Bruna: Vocês homens tem essa mania de que quando a mulher não quer, ela é vacilona. Entendam que você pode ser o melhor cara do mundo, se ela diz que não tá no tempo, é porque não tá preparada, ou simplesmente você é um cara insuportável que ela não gosta.

Cabelinho: Eu sou o que?

Bruna: Você é gatinho, porém falso. Agora tava pedindo pra ter uma parada séria comigo, mas ontem tava agarrando a Mariana na praça! Você é solteiro ok, mas acho que quando alguém quer tem que demostrar o interesse, ficar com várias em um dia e no outro dizer que me quer, não significa que você realmente goste de mim.

Cabelinho ficou indignado com o que a Bruna falou, e os dois começaram a discutir. Eu ri, indo abrir a porta e o Thiago entrou, me agarrando.

Mi: Me responder que é bom, nada né? - Segurei no rosto dele, beijando mais uma vez.

Coringa: Muita correria, gata. Mas ai, tá disponível hoje a noite?

Mi: Depende, se for pra me levar pra comer, sim.

Coringa: Que putaria é aquela ali? - Olhei pra Bruna, que tentava bater no cabelinho que dava risada querendo abraçar ela.

Mi: É só a Bruna agredindo o seu amigo.

Ele riu deixando o fuzil do lado da porta, passou comigo pela sala falando com o cabelinho e Bruna, e a gente entrou no quarto, fechando a porta.

Mi: Você sabe que dia é amanhã? - Ele sentou na cama, me levando junto e me colocando no colo.

Coringa: Terça né, pô.

Mi: Não fala mais comigo, Thiago.- Falei bolada, e ele riu beijando o meu pescoço.- é sério isso? Você é falso.

Coringa: Eu tô brincando, chata. Dois meses que eu perdi a minha postura de bandido mal.- Eu ri, batendo no peito dele.

Mi: Vou fingir que você me disse alguma coisa fofa, ogro.

Empurrei ele na cama, e subi em cima beijando a boquinha gostosa dele. Coringa apertou a minha bunda, mordendo a minha boca o que foi me deixando toda mole, ele queria tirar a minha roupa mas eu neguei avisando que tava menstruada, mas mesmo assim ele continuou enchendo o saco, e eu já fui perdendo a paciência e metendo só soco de qualidade.

▪▪▪
+100

No MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora