Capítulo vinte e três

78K 6.5K 2.8K
                                    

Milena🌸

Instagram📱

@milenafernandes: 💦

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

@milenafernandes: 💦

Carregar mais comentários...

Instagram📱

Exclui o comentário que o Paulo tinha feito na minha foto, e voltei a passar o hidratante na minha pele.

Por enquanto tava tudo sob controle, ele nunca mais tinha vindo atrás de mim, mas eu sabia que ele passava 24h me stalkeando, pra saber aonde eu vou, e com quem eu tô.

Coisa que nem me afeta, é bom mesmo que ele saiba que eu tô bem, e sentindo o total de zero saudades dele.

Guardei meu creme no guarda roupa, e voltei pra sala, vendo a Bruna ajeitar um colchão na frente do sofá.

Bruna: Partiu assistir filme.

Mi: É o que temos...- Eu ri, prendendo o meu cabelo, e pegando o meu celular.

Mensagens💗

Coringa: tá sozinha? (22h32)

Mi: Bruna vai dormir aqui, pq? (22h33)

Coringa: Beatriz quis ir dormir na casa da minha coroa, queria ficar contigo. (22h33)

Mi: pode vim, se quiser. (22h34)

Coringa: blz. (22h35

Mensagens💗

Bruna: Deixa eu adivinhar, hm..coringa.

Mi: Você acha que eu tô sendo errada, em ficar me entregando demais, mesmo sabendo que eu posso acabar me apegando?

Bruna: Se tá te fazendo bem, continua. Você não sabe quando vai ser a última vez, então se entrega mesmo.

Mi: Ele tá vindo, eu sinto que talvez eu vá me foder tanto por certas escolhas.

Bruna: As vezes as escolhas que parecem ser péssimas, se tornam as melhores.

Peguei a pipoca que tava do lado, e comecei a comer, enquanto olhava ela escolher um filme.

Meia hora depois, o Coringa já tava aqui, ele trouxe uma pizza, e a gente comeu enquanto assistia o filme.

Coringa: Brunão dormiu mermo?

Mi: É sempre assim.- Bruna já tinha ido pro quarto a um tempo, deixando só nós dois aqui.

Ele riu fraco olhando pra tv, e eu também, até que o filme ficou totalmente chato. Deitei a cabeça pro lado fechando os olhos, mas abri quando senti a mão dele por cima da minha coxa, apertando.

Fechei os olhos relaxando, mas me arrepiei toda, quando ele passou a mão por cima da minha intimidade, fazendo carinho nela.

Mi: Para com isso, é sério.- Briguei, me mexendo.

Eu tava com um short fino, então foi bem mais fácil. Ele puxou pra baixo jogando pro outro lado, e arrastou a minha calcinha passando o dedo no meu grelinho.

Suspirei pesado, passando a mão no abdômen dele, e apertei o seu pau por cima da bermuda, sentindo a minha preciosa piscar.

Coringa: Eu sei que é impossível gemer baixo, comigo...- Movimentou um dedo, me fazendo abrir a boca, tentando não gemer alto.- mas agora tu vai tentar.

Mi: Vamo pro quarto.

Coringa: Fica quietinha, Milena.

Ele já tinha o pau pra fora, então eu apertei mais uma vez. Só que dessa, levando a minha boca, até lá, babando tudo, e sentindo o pré gozo dele na minha boca.

Nem precisei pedir por camisinha, ele mesmo colocou no pau, e me virou de lado.

Puxei a coberta que tinha, a que a gente tava se cobrindo. E ajeitei a minha cabeça, levantando um pouco a perna, pro Coringa que começou a me foder de um jeito bem gostoso, de ladinho, me deixando com uma missão impossível, gemer baixo.

▪▪▪
+100

A maratona foi cancelada!!

Vocês vivem pedindo o carai da maratona, e quando eu faço vcs não bate a meta, é isso, boa tarde e bebam água.

No MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora