Capítulo dezessete

88.1K 5.2K 1.8K
                                    

Júnior, 22 anos
Vulgo: Menor

Júnior, 22 anosVulgo: Menor

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Bruna🎭

Bruna: Que foi, ein carai?

Menor: Nada, pô.

Por mais que a nossa relação sempre fosse beber, fumar e transar. Eu me importava com ele, e da mesma forma que ele se preocupava várias vezes, eu fazia o mesmo.

Bruna: Se você quer uma coisa, você vai atrás, Júnior. Ficar com cara de cu por ai, não vai adiantar nada.

Menor: Tô falando alguma coisa? - Alterou a voz.- se fuder, porra.

Bruna: Vai tomar no seu cu, então! - Falei bolada, e tentei me levantar, mas ele segurou na minha cintura, me puxando pro colo dele.- me solta, caralho.

Menor: Desculpa, papo dez.

Bruna: Se você tá com as suas frescuras no rabo, não vem descontar em mim não.

Menor: Foi mal..- Cheirou o meu pescoço.- é que é muita parada na mente, meu irmão no pé, tudo uma merda.

Bruna: Você não é mais criança, só que ele é obrigado a te tratar como uma, só pela forma que você se comporta como uma criança de seis anos.

Menor: Tá me tirando? - Me encarou, mas depois voltou a beijar o meu pescoço.

Bruna: Quando você precisa chegar as oito, você aparece meio dia, e ainda quer sair mais cedo. Fura com os meninos toda vez, e vive agindo como um emocionado, me diz ai. Como você quer ser respeitado?! Coringa pode colocar outra pessoa no teu lugar se quiser, não é só porque ele é seu irmão que vai deixar barato, passando por cima de quem realmente não só pensa em subir no tráfico, mas faz por merecer.

Menor: Na favela, ninguém tem consideração por ninguém. Se tiver que passar por cima de mãe, pai, irmão ou o que seja! A pessoa vai passar, hoje em dia não tem essa de ser parente não pô, mesmo com geral do lado, quem quer se um filho da puta vai ser um.

Bruna: Se esforça mais, as coisas vão fluir melhor, eu te garanto! - Ele balançou a cabeça, e meu bolso vibrou, indicando que era mensagem.

Mensagens💗

Mi ❤: Bruna, preciso conversar com vc, tem como vim aq? Pode ser qualquer hora. (15h45)

Bruna: posso sim, aconteceu alguma coisa? (15h45)

Mi ❤: aq a gente conversa melhor, é péssimo por mensagem.

Bruna: ok.

Mensagens💗

Menor: O que foi?

Bruna: Não sei, era a Milena. Ela só disse que precisa falar comigo, só vou tomar um banho.

Menor: Beleza, eu te deixo lá.

Bruna: Tá, tem o prometido de ontem a noite, vai querer ainda, ou não?

Menor: É lógico...- Apertou a minha bunda, me beijando com rapidez.

Desci a minha mão na barriga dele, e fiquei alisando por ali, enquanto se arrepiava com os amassos dele, abri a bermuda dele com facilidade, tirei o pau dele da cueca e comecei a punhetar lentamente, sentindo a respiração dele ficar ofegante contra a minha boca.

Me levantei rápido, tirei meu short jogando ele no chão, e sentei no colo dele, voltando a punhetar o pau que já estava duro.

Isso era o necessário pra deixar a minha xota babando.

Menor: Abre as pernas...- Só balancei a cabeça, e abri minha perna levantando um pouco, ele arrastou a minha calcinha pro lado e encaixou o pau na minha preciosa, gemi alto me movimentando, e ele apertou a minha bunda me ajudando a descer ir subir de forma rápida.

▪▪▪
+100

No MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora