Capítulo dois

107K 6.4K 4.3K
                                    

Já fazia um tempo que ele tava calado, e eu também, por um simples e único motivo: casamento.

Como sempre ele tocou no assunto, e eu não me senti a vontade pra falar sobre.

Não gosto de me sentir pressionada, e ele não gosta de receber um não.

Mi: Você não vai falar comigo? - Perguntei baixo, passando a mão no peito dele.

Paulo: Não vou criar mil planos com alguém, que não me inclui nas metas dela.

Mi: Paulo? - Olhei pra ele.

Paulo: Eu tô falando mentiras? Tudo que eu faço é pensando em você, Milena. E você? Faz o que pensando em mim?

Mi: Você sabe que eu odeio me sentir pressionada! - Me afastei dele.- que saco, será que não tem como respeitar o meu tempo?

Paulo: Eu respeito o seu tempo a meses.

Mi: Idai? Eu não vou casar só porque você quer, entende que as pessoas tem que fazer o que elas querem. Entendo que você tem metas, pensa sempre em um futuro bom pra nós dois, só que eu não vou chegar ao ponto de aceitar sem querer.

Paulo: Não precisa de mais nada, amor. A gente se entende a anos, sua mãe gosta da minha, tá tudo perfeito.

Mi: Não quero render esse assunto.- Falei apenas isso.

Paulo: Tá gostando de outro, é isso?

Mi: Eu que devia te fazer essa mesma pergunta.- Falei sem paciência.- se você quiser terminar tudo, é só você continuar essa discussão idiota!

Tinha momentos que eu sentia puro ódio da cara dele, ficava muito irritada.

Ele ficou calado, mas depois segurou no meu rosto, me virei levantando e reparando que ele me acompanhava com o olhar.

Mi: Eu vou dormir, boa noite.

Paulo: Tá me mandando ir embora?

Mi: O que você acha?

Paulo: Desculpa, Milena.

Ele levantou vindo pra perto de mim, eu ia sair, mas ele me segurou pela cintura cheirando o meu pescoço, me separei virando o rosto, e ouvi os passos dele ficar distante, em seguida a porta bater.

Mensagens💗

Mi: não fala sobre isso pra minha mãe, pfv. (23h47)

Paulo ❤: tá.

Mensagens💗

Eu sabia que ele tava bem bravo, mas não ia quebrar a cabeça, e muito menos correr atrás.

Eu não pensava nessas coisas de casar, pelo menos não agora.

Já não basta o Paulo apertando a minha mente, querendo saber sobre isso, agora minha mãe também começou.

Quando as pessoas vão começar a entender que cada um tem a sua escolha?!

Já tinha jantado, mas bateu aquela fome de novo. Fui pra cozinha, e como tava tudo congelado, eu fiz brigadeiro.

Depois de pronto, sentei na cama colocando a panela do lado, e fui ver os status, inclusive o da Bruna, que tinha acabado de postar foto com dois homens, ménage que fala né.

Em seguida também vi o do Paulo, que postava algumas fotos nossas, com frases de carinho.

Sorri fraco, mas me sentindo péssima. Por saber, e também não demonstrar que eu amo ele, talvez porque eu nem sei mais o que eu sinto.

▪▪▪
+100

No MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora