2

171 22 4

A little about Angel's life

RAIOS SOLARES ENTRAM pelo quarto adentro da morena enquanto que ela dorme serenamente

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

RAIOS SOLARES ENTRAM pelo quarto adentro da morena enquanto que ela dorme serenamente. O seu corpo está revestido com roupa da noite anterior e a sua cara encontra-se uma lástima com a maquilhagem toda borrada. Mais uma festa de aniversário, mais uma ressaca para sofrer. Batidas são ouvidas e a mesma começa a resmungar tapando-se com o lençol.

Maria, sua colega de trabalho, entra pelo seu quarto de uma forma bruta fazendo a morena se assustar. Pede para que ela acorde pois é dia de trabalho que começa dentro de algumas horas. E ainda tem de conduzir até ao local. Angel tenta se tapar ainda mais, mas a loira não permite.

"Tens de te despachar Angel! Não quero apanhar trânsito até a Ericeira." Maria diz puxando Angel para fora da cama. Com muito custo a neerlandesa vai até à casa de banho fecha a porta começando a tirar o vestido preto para fora do corpo. Assim que passa em frente ao espelho assusta-se com a sua figura.

"O quê que eu ando a fazer da minha vida?" Ela murmura para si mesma tirando a maquilhagem da cara.

Meia hora depois a morena já se encontra pronta, mas sem energia nenhuma. Vai até à cozinha apressada e pega numa banana, uma barra de energia e um iogurte líquido. Não é o melhor pequeno almoço mas irá a fazer com que a mesma não desmaie no caminho por falta de comida no estômago. Enquanto isso Maria coloca as caixas cheias de roupa desportiva, principalmente de surf, no porta bagagens da carrinha, e de seguida coloca as lancheira com os lanches das duas.

Angel conheceu Maria no trabalho há uns cinco anos quando veio para Portugal. António, seu pai, teve que vir de urgência por causa da empresa da família. Angel sendo filha única e não tendo a progenitora por perto teve de vir acompanhar o pai e mudar a sua vida. Para ela foi fácil se adaptar, pois ela já sabia falar muito bem português e por ser uma rapariga muito independente.

"Será que o Diogo vai lá estar?" Angel pergunta com um sorriso de lado. Maria solta uma gargalhada alta.

"E porque não haveria de estar? Ele tem competição amanhã, hoje tem de ver com quem é que vai competir. A pergunta deveria ter sido. Será que ele vai passar na nossa banca?"

"Oh mas para quê que ele iria querer passar na nossa banca se ele já tem mais de metade daquilo que vamos vender?"

"Bom ponto de vista. Mas ele também tem uma crush em ti por isso mais uma t-shirt ou sweatshirt da Ripcurl ou Billabong não irá fazer mal nenhum." Angel sorri como se fosse uma criança enquanto olha pela janela. Apesar de ser como é no que toca a rapazes Angel não é muito confiante com ela própria, apesar de ter aqueles momentos em que se solta um pouco.

Durante os seus 20 anos de vida só teve dois namorados. Um foi mais uma paixão de crianças onde com um olá já namoramos e o outro foi durante o básico onde não sabemos sequer o que é amor. Depois a vinda da mesma para Portugal fez com que ela não se pegasse tanto às pessoas, com medo de que ela um dia voltasse à sua terra natal.

Então isto de ter uma crush ou gostar de alguém é tudo muito novo para ela.  Claramente que ela já se envolveu com rapazes antes mas nada mais do que uma troca de beijos aqui e ali. Algo para passar a noite num bar ou numa festa de aniversário de um amigo de infância sempre que ia passar férias em Amesterdão.

Angel monta a banca juntamente com Maria e mais alguns senhores que trabalham naquela zona e já sabem como é que é, sempre que há este tipo de competições. Hoje o tempo até está agradável, está sol, cerca de uns 28°C mas com uma pequena brisa fresca. As ondas não estão muito agressivas mas nem muito pequenas. Estão no ponto para pessoas que não gostam de se aventurar.

Diogo aproxima-se da banca das duas raparigas com um sorriso na cara e as mãos nos bolsos dos calções.

"Ora bom dia! Precisam de ajuda?" Maria olha para cima sorrindo de seguida olha para a Angel que vem com duas caixas na mão.

"Ali a nossa Angel é que precisa de ajuda." Maria aponta para a morena e Diogo assente indo na direção da mesma.

"Deixa-me levar uma das caixas." Angel salta com o susto, pois estava concentrada a tentar não cair e não estava à espera que alguém viesse ter com ela. "Desculpa não queria assustar-te."

"Não faz mal. E obrigada mas eu estou bem. As caixas não estão pesadas."

"Oh não custa nada. Além disso quase que não vês nada." Ele pega na caixa de cima fazendo com que a morena veja o loiro à sua frente sem um pedaço castanho a bloquear a vista, ou metade dela.

"Obrigada." Ela diz sorrindo e com as bochechas todas coradas.

"Vão ficar a passar a noite? Ou voltam para Lisboa ainda hoje?" Diogo pergunta assim que as duas caixas são pousadas no chão.

"Bem estamos a pensar ficar cá, pois amanhã é dia das grandes competições e não queremos perder por nada. Principalmente a Angel." Maria diz abraçando-a de lado.

"Aí sim? E quem é que queres ver?" Diogo vira-se para a Angel que fica atrapalhada.

"Ahm eu quero ver o Vasco Ribeiro, e o Frederico Morais."

"Pode ser que eu veja com vocês. Só irei fazer a prova à tarde."

"Nós vamos apoiar! Primeira fila e tudo. Não é Angel?" Maria diz a rir e a morena dá-lhe com o cotovelo. Diogo ri-se e olha na direção de um amigo que lhe chama.

"Desculpem tenho de ir. Mas vemo-nos mais tarde? Para jantar?" Ele pergunta às duas mas a olhar diretamente para a Angel.

"Claro que sim." Maria responde uma vez que Angel não consegue formar palavras nenhumas.

"Então fica combinado." Diogo cumprimenta as duas indo a correr para o seu amigo.

"Ele gosta tanto de ti." Angel dá com um dos sacos na Maria enquanto ela se ri. A morena acaba por se rir e ambas se preparam para um dia na praia linda da Ericeira.

Aqui temos um capítulo narrativo e a falar sobre a nossa Angel

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Aqui temos um capítulo narrativo e a falar sobre a nossa Angel.

Parece que a nossa Angel tem uma crush no Diogo hehe.

What a mess | Groupchat storyOnde as histórias ganham vida. Descobre agora