Capítulo Quarenta

3.1K 560 528

Castiel Almeida

Pego o último enfeite da árvore de Natal na caixa e penduro na mesma, contemplando meu trabalho de alguns minutos. Me levanto do tapete em um movimento um pouco rápido e tenho que me segurar no sofá para não cair. Respiro fundo e quando me sinto melhor, me encaminho até a tomada e ligo o pisca-pisca.

Perco alguns minutos admirando a árvore no canto da sala de estar e percebo o quanto minha vida mudou nos últimos tempos. Há um ano atrás eu jamais me imaginaria morando com um homem, tendo ele como pai do meu filho... tendo uma família. A vida prega muitas peças na gente, algumas boas e outras nem tanto. Eu já passei pelos dois, mas agora estou tendo a chance de estar vivendo somente coisas boas com as pessoas que amo.

Sinto braços ao meu redor e sorrio quando o cheiro tão conhecido chega até mim.

- Nosso filho virou literalmente o segurança de Otávio. - Adrian diz e deixa um beijo em meu pescoço.

Solto uma risada e me viro de frente para ele, passando meus braços ao seu redor.

- Estou começando a ficar com ciúmes de todo esse amor. - Brinco e ele também ri, me puxando para mais perto.

- Se acostume amor, acho que ele vai durar muito tempo. - Ele diz e logo em seguida deixa um beijo em minha boca, o que me faz apreciar ele por alguns segundos a mais.

Mas logo nos separamos quando vozes começam a nos chamar freneticamente.

É véspera de Natal, meu aniversário de dezenove anos e todos nossos familiares e amigos estão aqui... ou seja, nossa família completa, a não ser por Antonio, que não quis vir e eu respeitei.

Pego na mão de Adrian e seguimos até nossa cozinha, que está um verdadeiro caos. A família de Enzo e Angie também estão aqui, e meus olhos logo se focam em minha avó e dona Emília que parecem duas garotas enquanto preparam algo juntas. É perceptível que a amizade entre elas está maior e isso me deixa feliz.

- Gente, eu estou apaixonado por essa criança! - Escuto a voz alta de Maurício e logo meus olhos encontram ele segurando um Giovanni de quase dois meses em seus braços.

- Se apaixone a vontade, mas o filho é meu. - Angie brinca e ele lhe mostra língua.

Vejo que eles estão se tornando mais amigos com o tempo, já que antes, um tinha ciúmes do outro por causa de mim.

Ah, Maurício está passando alguns dias no Brasil, já que estamos nas festas de fim de ano e estou feliz por ver meu amigo depois de tantos meses. Da para notar que há uma diferença nele, mas ainda é possível ver os mesmo olhos apaixonados de sempre... um pouco apagados agora.

- Estou pensando em ter um bebê também. - Maju fala, chamando atenção de todos e fazendo seu irmão se engasgar com o ar.

- Está louca, menina? Você vai é terminar sua faculdade. - Enzo diz sério e ela revira os olhos.

- Eu estou brincando idiota, mas só para constar, Angie ainda não terminou a faculdade e já tem dois filhos. - Ela diz emburrada e continua picando os temperos.

- Sim, mas ele é casado... comigo! - Enzo se justifica e isso é o suficiente para que algumas piadas surjam.

Adrian sendo um homem abençoado que é, se senta ao lado do amigo e passa o braço ao seu redor, seus olhos logo se guiando para onde Otávio está dormindo em seu carrinho e Evan está igual a um cãozinho de guarda ao lado.

- Quer dizer que quando o Evan e Otávio se casarem, eles podem te dar muitos netos. - Ele diz e só vemos ele ser empurrado para o chão logo em seguida, fazendo todos rirem.

Cowboy Indomável (Mpreg) - Duologia "Indomável" - Livro 02Onde as histórias ganham vida. Descobre agora