- Esther mais respeito com Stuart! por isso está de castigo-- Minha mãe é chata meu deus a culpa e desse Cão até acho que o cão e mais magro

- senhora Elisa OK sempre fui uma ótima filha mais agora depois que esse hipopótamo chegou você nem liga mais pra mim e nesse inferno onde vocês me mandaram temos uma refeição por dia, é ainda e quando tem miojo.

- Tchau querida te amamos.-- Mamãe desliga a web e eu fico com ÓDIO porque ela fingiu que não tava ouvindo..

Minha mãe poderia arrumar um japonês rico,mais não ela que o obeso do Rato, minha mãe e burra de mais santo deus.

- AUSTIN EU TO COM FOMEEEEEEE!-- grito e ele não me responde ok já ta ficando escuro e ele vai pras baladinhas dele voando!

POV: AUSTIN

Eu e a Esther ainda estávamos se falando e depois da conversa de ontem,sabe eu vou deixar ela ver que tá gostando de mim e tá achando que eu não to percebendo na verdade ela não ta percebendo e como castigo! Ela vai fazer a comida e ser uma boa menina... É ela esta um anjo

-ESTHER ONDE ESTÁ A CHAVE DO CARRO DO JAKE?-- Grito e ela desce rindo

- Ue eu to com fome!-- ela fala me olhando eu odeio essa menina ela me irrita esse demônio anã

- Esther foda-se o que você tá agora! O Jake vai me matar!-- fico desesperado procurando e ela rir

- Você morre fazemos um churrasco de Austin e comemos, ah não eca que nojo!-- Esther brinca fazendo suas piadinhas e eu bufo e saio procurando a Chave

- Austin eu tenho carro-- Luke interrompi e eu dou um sorriso pra Esther e uma piscadinha

----------

#LUTOLUKE

Eu vou matar esse Luke que moleque intrometido Gr,bufo e os dois sai pela a porta o Bryan estava lendo um livro e eu chego me aproximando dele

"Todos amam" Vi pela a capa do livro que era um romance

- Fala logo quem e a vadia!-- Falo e ele rir

- Bryan diz logo-- Ele me olha e fecha o livro

- A jade Esther eu to apaixonado pela a Jade-- Eu não ouvi isso anjos me levem para o céu,acho que chegou minha hora que o Mundo pare agora! NÃO

- Meu deus, Bryan tá louco ela não presta cara você merece coisa melhor acorda!-- falo ele me olha com a cara feia

- Como assim Esther!-- Graças a deus que ele ia me ouvir agora

- olha anjo a Jade e o capeta vestida de prostituta cara ela não vale nem o ar que respira,aquilo e uma puta mal comida Bryan ela e uma PUTA ela vai te trair na primeira oportunidade Bryan ela já ficou com o Isaac traiu o Austin na festa já ficou de rolo com o Jake tudo na mesma época essa Garota não vale nada-- Palmas pra mim que só falei verdades e se vocês acham que ele me deu ouvidos não mesmo! Ele saiu e eu sorri "Ok querido foda-se sozinho irei rir e aplaudir o espetáculo"

Vou no meu quarto coloco meu vans um short azul e uma blusa de panda mostrando a barriga, coloco um gorro vermelho, e saiu pelas as ruas da Califórnia todos me olham dessa vez eu não estava "Arco íris" Mais os olhares insistiam em focar em mim não ligo ser o centro das atenções já virou rotina,vou ate o carrinho de pipoca e compro a maior que tem lá ando um pouco, Pra mim estava tudo bem sabe más alguma coisa me invadia meus pensamentos como se mesmo eu bem era como se não tivesse tudo bem! É difícil de entender eu queria ficar bem más algo atrapalhava

um garoto vinha se aproximando de mim ele era alto e tinha os cabelos castanho claro não reparei muito nos seus olhos por conta da claridade que atrapalhava Ele senta ao meu lado e eu continuo a comer minha pipoca

- Oi-- Ele fala e não tira os olhos de mim.

- Oi-- falo em tom de "Oi" meio seco

- Meu nome e Matt e o seu?-- "Matt" um nome legal ue esse gatinho me tirou do tédio

- Esther-- falo sorrindo para ele

- Hum! Não vai me oferecer essa pipoca não Esther-- Ele da uma risadinha e eu olho pra ele séria

- Não-- falo e ele faz um biquinho fofo

- Tudo bem.. tá ocupada as 23:00?

- Não porque?-- Pergunto e olho confusa para ele

- Sou do tipo de cara que pratico corridas ilegais aqui na Califórnia mais eu e a galera temos uma área só nossa pra da uns rolê dai a gente consome algumas bebidas, mais não chegamos a usar nenhum tipo de droga que aparecer por lá?-- Ele pergunta e eu aceito na primeira oportunidade precisava me distrair um pouco.

- fechou-- falo sorrindo e ele me entrega um cartão com o endereço

- Me liga quando chegar!-- trocamos os números e eu volto a caminho de casa

Esther [{A editar }]Leia esta história GRATUITAMENTE!