Jay e Ben.

— Hey Ellie. – grita Ben acenando e vindo em nossa direção junto com o Jay, assim que saem do tumulto de garotas que tinha em volta dele e do meu irmão.

Antes deles chegarem perto de nós, vejo Ruby indo para dentro do dormitório. Nem dá tempo de ir atrás dela, já que assim que fui dar o primeiro passo em direção ao prédio a minha frente escuto a voz do meu irmão próximo a mim.

— Vocês se conhecem? – pergunta o meu irmão.

— Sim, ela é a garota do livro de terror que te falei. – responde o Ben, sem deixar de lado o " pelido" que o mesmo me deu. — E nem para você falar que tem uma irmã, maldade. – diz Ben indignado ao Jay, que me olha confuso.

— Ontem , quando me deixou na entrada do campus ele viu e me perguntou se estamos juntos ou coisa do tipo. – digo fazendo uma cara de nojo, sendo acompanhado do meu irmão e da risada do Ben, ao ver nossa reação.

— Isso é nojento. – fala Jay.

— Eu não sabia, até ela me falar. Apesar de que olhando bem, vocês se parecem muito. – apenas olho para o mesmo.

— Não brinca. – Jay ironiza.

— Ellie, estamos indo na casa de um amigo jogar, quer ir? – pergunta Ben olhando para mim e eu apenas olho para o meu irmão que dá de ombros.

— Claro. – respondo animada e com isso começamos a ir em direção ao carro do Jay.

Já dentro do carro, resolvo mandar uma mensagem para Ruby, apenas para avisar aonde vou estar.

" Vou ir jogar com o Jay e com alguns amigos do mesmo. Se precisar de algo, me fale." visualizado ✓✓

— Qual jogo você prefere ? – Ben pergunta olhando para trás.

— The Real World .– sorrio para o mesmo.

— Fala sério!

— Você está me devendo 20 dólares. – Jay ri do amigo.

— Isso não vale . Você é o irmão gêmeo dela. – Ben continua indignado por ter perdido.

— Grande coisa, eu nem morro na mesma casa que ela. – rebate o meu irmão, parece que eles esqueceram que estou no banco de trás do carro.

— EI!!! Eu estou aqui! – eles ficam calados mais rápido que começaram a discutir. — E eu não acredito que vocês apostaram de qual jogo eu gosto. – falo indignada com a situação.

— Esses 20 dólares, são meus agora. – dou a palavra final e o Jay começou a reclamar.

[...]

Desde a guerra dos Clãs do Norte e do Leste , não houve muitas coisas para fazer a não ser completar missões individuais ou em grupo.

Ela tinha acabado de sair de uma caverna e toda suja de alguma gosma verde, estava trajando uma roupa de couro de luta, que agora está verde e grudenta. Sempre usou essas roupas de luta, porém agora vai ser necessário usar uma roupa "normal". Um vestido leve e solto, de um tecido fino azul Tiffany com pequenos detalhes em pérola. Algo que está totalmente fora do seu estilo, porém o que está acessível no momento.
Depois de fazer essa transformação suaas minhas roupas, foi para o seu lugar de costume, o alto da montanha.

O sol está nascendo. Um contraste dos pequenos e fracos raios amarelos, com o azul escuro da noite anterior se transformando em um azul piscina dessa manhã, é notável de onde estou. Uma vista te tirar o fôlego.

— A vista é bonita. Concorda ? – Soulmate95 fala olhando para o horizonte.

— Sim. Desde quando está aqui? – me direciono a ele ,assim que me recupero do pequeno susto.

— Desde quando você chegou . – sorri olhando em minha direção. Aliás, você está diferente.

Um diferente bom ou ruim?

Um diferente bom.

A vista está espetacular e nossa conversa está boa, porém tenho que ir. Até outra hora GoldenWhite97 . – e assim ele vai embora, porém junto com sua ida, surge o som de uma nova mensagem.

" Querida GoldenWhite97,

Fiquei triste por você não ter me respondido na última mensagem. Disse algo que não devia?
Esse pôr do sol está de tirar o fôlego, não é?
Espero que seu dia tenha sido cheio de alegria. Não estude muito e se alimente bem. Um dia todos os seus sonhos serão realizados.

De uma pessoa secreta."

— Ellie, vamos. – Jay me chama já na porta da casa de seu amigo, indicando que já estava na hora.

— Ei, Ellie! Espero que sua tarde tenho sido divertida. – Ben fala enquanto fecho o meu computador.

— Foi sim . Até mais. – sorrio para o mesmo e vou em direção ao meu irmão.

— Quero os MEUS 20 dólares depois. – me refiro a nossa "conversa" no carro enquanto estávamos vindo para cá.

Love and Game | Kim TaehyungOnde as histórias ganham vida. Descobre agora