Capítulo 6

123 25 19

Li e reli essa mensagem, e todas as vezes um sorriso bobo surgia em meu rosto. 

" Ei, não vai se apaixonar, seu foco agora é formar na faculdade, nada de paixões. É apenas uma mensagem carinhosa, nada demais." 

Depois de alguns minutos lendo aquela mensagem, resolvi fazer um macarrão instantâneo e ir ver meu drama favorito, outra hora eu respondo a pessoa misteriosa.

Porém antes de ver o drama resolvi ir tomar banho, para depois preparar minha comida e ir para a frente do computador novamente. Assim que sai do banho fiz meu macarrão e comecei à assistir um que parecia interessante, e na metade do mesmo percebi que não pararia de ver tão cedo.

E como pensei não parei tão cedo, já passava de 1:00 am, quando fechei o notebook e me levantei da cadeira tentando fazer o minimo de barulho possível, já que Ruby possui um sono leve. Se eu estivesse jogando agora, em minha tela apareceria apenas duas palavras, aquelas que deixam qualquer jogador com muita raiva e tristeza.

Game over.

— Ellie, vai dormir. – com a voz sonolenta Ruby se pronuncia.

— Já estou indo. – sussurro e derrotada vou me deitar e me afundar na imensidão escura de meus sonhos.

[...]

Saindo da minha ultima aula do dia, recebo uma  mensagem do meu irmão.

" Hey maninha, 19:00 no restaurante que você foi semana passada com a mamãe e o papai. Vista algo apresentável, reunião de família."

" Sim senhor."

Após respondê-lo vou em direção a biblioteca, tenho que devolver um livro e pretendo pegar outro. 

— Boa tarde senhora Elizabeth. – comprimento a bibliotecária.

— Boa tarde menina Ellie, veio devolver um livro ou pegar um novo? – fala Elizabeth.

— Hoje vim fazer ambos. - digo sorrindo e entregando para ela o livro que eu tinha pegado a duas semanas atrás.

— Fique a vontade Ellie. – Elizabeth diz educadamente e sorrindo como sempre.

Vou para o lado esquerdo da biblioteca, onde fica as gigantes estandes repletas de livros fictícios ou não, vai saber. Passei por várias seções, até chegar a que eu tanto quero no momento.

Terror.

Entro na seção e começo a olhar os diversos livros, dos mais famosos aos menos conhecidos. Andei por alguns minutos, até que um livro prende minha atenção, tento pega-lo porém minha altura não coopera. Percebi que não conseguiria pegar o livro apenas na ponta dos pés, então resolvo ir procurar por uma cadeira ou uma escada. Porém, antes que eu possa me virar escuto alguém si pronunciar atrás de mim.

— É esse? O livro que estava tentando pegar? – uma pessoa estranha, para mim, pergunta.

— Sim, obrigada. – digo pegando o livro da mão do mesmo.

— Afinal, qual é o seu nome, garota que gosta de terror? – pergunta a pessoa desconhecida.

— Ellie, e o seu? – falo o meu e pergunto o nome do mesmo. —Ei, tem algum problema eu gostar de terror? – pergunto "intimadora".

Love and Game | Kim TaehyungOnde as histórias ganham vida. Descobre agora