Capítulo 4

150 29 15

Após aquela estranha mensagem os dias passaram rápidos, apresentei o meu trabalho que foi um sucesso e marquei de conversa com meus pais para saber o que eles tanto querem me falar. Enquanto o dia da conversa não chega e como minhas tarefas da faculdade estão mais "light" aprofundei-me nos jogos online ,em especial The Real World (TRW).

Dois Clãs muitos poderosos, talvez os mais poderosos do mundo entraram recentemente em uma guerra por poder. Um deles é o Clã do norte , conhecido como The Castle of Hell  sendo representado pelas cores escarlate e laranja . E o outro, Clã do leste conhecido como Invisible Fortress é representado pelas cores azul e prata. Fazia pelo menos uns cinco dias que começou essa guerra, e como GoldenWhite97  é membro da Invisible Fortress  ela tinha que lutar, mesmo sendo muito habilidosa estava sendo difícil, já que o The Castle of Hell  possui o guerreiro número um da cidade como membro. 

A luta estava ocorrendo e chegou a vez dela entrar em campo, assim que entrou em jogo começou a laçar os golpes mais fracos, dando início as suas técnicas de luta. Estava indo bem, bom todos do Clã do leste estava indo bem, até o momento em que ele chegou e massacrou quase todos do meu Clã, menos um.

GoldenWhite97.

E então começou uma luta entre eles, o guerreiro numero um e a única guerreira entre os 10 melhores da cidade. Estava indo bem, bom era o que ela achava , porém sua situação era outra. Enquanto lutava com ele era como se ela estivesse em um labirinto: sem orientação, sem plano,  apenas com força de vontade de ganhar e com algumas técnicas de luta, que perto das técnicas dele são coisas mínimas e podemos falar que talvez fracas ou inferior.

O Clã do norte ganhou essa pequena batalha de hoje, porém a guerra ainda não foi declarada como ganha e o Clã do Leste ainda tem chance. Ela irá aproveitar essa chance, irá treinar, melhorar suas técnicas e derrotar o numero um. 

Irá derrotar o Soulmate95.

— Mais que droga. – fico um pouco exaltada com o resultado do jogo, eu já tinha perdido algumas vezes, mais não em guerras e muito menos para o jogador numero um, apesar de que essa foi minha primeira vez lutando contra ele, como um inimigo perigoso.

— Argh, quem eu quero enganar, ele é muito bom. Consegue superar todos e nem precisa de muitos golpes, que derrota todos em um estalar de dedos.  – admito para mim mesma o que é verdade.

Fecho o meu computador com certa força e vou ao banheiro, fazia  mais ou menos 4 horas que eu estava na frente do computador sem ir no banheiro ou comer, apenas jogando. Estava mais chateada do que com raiva, porém não deixo de ficar abatida com o acontecimento, pensando nisso peguei um pacote de biscoito e sai do meu quarto afim de fazer uma refeição decente, o que não faço pelo menos a três dias seguidos, já que nessa última semana estou vivendo para o jogo.

[...] 

Estava em um restaurante com os meus pais a mais ou menos duas horas, e ainda não sei sobre o que querem falar. Jay não estava junto a nós , mamãe disse que o assunto não envolvia o meu irmão, então não tinha o porque dele vir ao jantar. Como eles estavam demorando muito para falar e minha ansiedade já estava dando sinal de vida, resolvo quebrar o silêncio que se formou a meia hora atrás.

— Mãe! Pai! O que vocês tem de tão importante para me falar? Que exija uma reunião?! – chamo a atenção deles da maneira mais calma possível, naquele clima tenso.

— Talvez o que vamos falar, você não agrade muito, porém fizemos isso para o seu próprio bem. – minha mãe, como sempre começa a falar de uma maneira tranquila, para amenizar a situação que vem a seguir.

— Querida, você sabe que sempre vamos te apoiar e nós preocupar com o seu futuro e bem estar. E com isso resolvemos tomar essa decisão sem o seu consentimento, e esperamos que não fique chateada. – meu pai fala, com certo receio de qual seja minha reação assim que eles falarem esse "misterioso" segredo.

— E o que vocês fizeram? – pergunto com um nó na garganta, sem saber o que está acontecendo.

— Não fique espantada e nem chateada, fizemos isso para o seu bem. – diz minha mãe antes do meu pai tomar a palavra "final".

— Ellie, você vai para a Europa. Você vai administrar uma das empresas da Technology Hall .- meu pai tranquilamente solta a bomba.

Love and Game | Kim TaehyungOnde as histórias ganham vida. Descobre agora