Capítulo Trinta e Um

3.5K 509 332

Castiel Almeida

Estou deitado no peito de Adrian e ouvir seus batimentos cardíacos me acalma. Confesso que o encontro de horas atrás me abalou, mas já estou tratando de arquivar isso e logo em seguida deletar da minha vida. Alan não tem nenhuma ligação na minha vida e nem na de Evan, ele é alguém inexiste e totalmente descartável para nós. Alguém que não tem a mínima importância.

- Meu Deus, eu vou morrer de amor. - Adrian fala e isso me faz o olhar.

Levanto minha cabeça de seu peito e vejo ele sorrindo para a tela do celular. Logo ele me percebe e arqueio uma sobrancelha em sua direção.

- Maurício me mandou isso. - Ele diz sorrindo e vira o celular para mim.

Logo um sorriso se abre em meu rosto, ao que vejo uma foto de Evan. Na foto ele está virado de costas e encostado em uma cerca, usando apenas uma calça jeans, botas e chapéu de cowboy.

- Estou vendo que no futuro, ele será uma cópia sua. - Falo e vejo o sorriso quase rasgar seu rosto.

- Você acha? - Ele pergunta com um pouco de insegurança na voz. Deixo o celular de lado e planto um beijo suave em sua boca.

- Eu tenho certeza, e se ele tiver metade do seu caráter, eu já serei muito feliz por isso. - Falo sincero e enrolo um dos meus dedos em seus cabelos longos.

- Eu espero saber educar ele bem, ensinando tudo aquilo que meus pais um dia passaram para mim. - Ele diz e vejo uma nuvem de tristeza passar por seu olhar ao lembrar de seus pais.

- Eles fazem falta, né? - Pergunto a ele, que assente em silêncio.

Deixo um beijo em sua testa e ouço ele suspirar profundamente.

- Eles se foram muito cedo, Maurício foi quem mais sofreu com isso. Marcos e eu já estávamos homens formados, mas ele ainda era um adolescente e isso acabou ainda mais comigo. Eles eram incríveis e iam te amar, pai Felipe seria seu melhor amigo. - Ele diz com um sorriso no final e isso me faz sorrir também.

- E eu ia amar conhecê-los, Evan então, nem se fala. - Sorrio e o beijo mais uma vez.

Ele me aperta em seus braços e afundo meu rosto em seu pescoço, podendo sentir seu cheiro incrível.

- Você pensa em ter mais filhos no futuro? - Ele pergunta de repente e isso me faz ficar em silêncio.

Eu sei que o sonho de Adrian é ter filhos, sim, Evan já é para ele, mas sei que ele quer mais. Só que eu não me sinto ainda preparado para isso. Eu amo meu filho mais que tudo, e amaria outra criança também, mas ainda não é o momento.

- Claro que quero, mas não acho que seja por agora. Sabe, eu sempre sonhei em ter uma gravidez daquelas que você acompanha cada momento. E infelizmente com Evan não foi assim. Claro que fiz de tudo pelo meu filho, mas também havia tristezas e mágoas junto a felicidade. Eu só quero em uma gravidez futura, poder viver toda a magia do momento. - Respondo a ele, depois de pensar bastante.

- Eu entendo... vamos dormir um pouquinho? - Ele pergunta baixo e isso me sorrir.

- Vamos sim. - Respondo igualmente baixo e me aconchego ainda mais em seu abraço.

* * *

Entro na sala de reuniões junto com Adrian no dia seguinte, e posso ver algumas cabeças se virando em nossa direção. Estamos em uma das salas sociais de um hotel de luxo e há cinco homens na sala e apenas uma mulher, todos sentados ao redor de uma mesa ampla de vidro.

- Bom dia senhores. - Adrian cumprimenta a todos e eu apenas aceno com a cabeça.

- É bom receber o senhor aqui. - Um dos homens diz e se levanta para pegar na mão de Adrian.

Cowboy Indomável (Mpreg) - Duologia "Indomável" - Livro 02Onde as histórias ganham vida. Descobre agora