Capítulo Trinta

3.2K 592 383

Castiel Almeida

Continuo com meus olhos fixos no casal a alguns metros de mim e aperto a mão de Adrian quando percebo que eles se aproximam. Vitória tem um sorriso no rosto e Alan me olha como se eu fosse um fantasma, mas também vejo raiva contida em seu olhar. E sinceramente, eu não sei porque, já que quem tem o direito de sentir raiva aqui sou eu.

- Quem são eles? - A voz de Adrian me desperta, mas a minha boca ainda continua imóvel, impedindo que eu fale qualquer coisa.

- Cas! Meu Deus, quanto tempo. - Ouço a voz de Vitória e então percebo que ela está em minha frente, me olhando como se realmente sentisse minha falta.

Olho nos olhos de Alan e todos o sentimentos negativos que tenho por ele, voltam nesse momento. Meu olhar vai para as mãos entrelaçadas dos dois e eu isso me deixa com vontade de rir. E é o que eu faço, começo a gargalhar.

- Sério, Vitória? Não venha me dizer que estava com saudades, acho que você nem chegou a sentir isso, não é mesmo? - Falo com deboche e meus olhos se focam nela, que me olha chocada.

- Não fale assim comigo, foi você que fez burrada e sumiu. - Ela diz e fico incrédulo com isso.

- Aí eu parei de ser seu irmão desde então? Bem, na verdade nunca fui, não é? Pois se fosse você na situação em que eu estava, eu teria te ajudado de alguma forma. Mas acontece que é muito fácil virar as costas para as pessoas. - Respondo com raiva e então olho para Alan, que desvia o olhar. - Não é, Alan? Foi fácil virar as costas pra mim, não foi? - Pergunto e sinto o olhar de Adrian queimar em mim.

- Castiel, o que está acontecendo aqui? - Adrian pergunta e pelo seu tom de voz, sei que ele está sério e sem paciência.

Me viro em sua direção e respiro fundo, fechando meus olhos com força. Eu não queria estar nessa situação, mas já que estamos aqui, vamos falar tudo de uma só vez.

- Nada demais, Vitória é minha irmã e ao que parece, o namorado dela é o babaca que me engravidou e me abandonou. - Falo e na mesma hora a expressão de Adrian muda, se tornando totalmente raivosa e sua mão solta a minha.

- O quê? Você está louco, Castiel? Isso é impossível! - Vitória diz exaltada e olha para o canalha ao seu lado, que continua inabalável.

- Vic, ele está mentindo. - Ele diz pela primeira vez e eu solto uma risada sem humor.

- Nós estávamos juntos quando meu irmão engravidou, então não pode ser. - Ela diz baixo, mas eu posso ouvir e isso me faz sentir minhas pernas bambas.

Sinto meu estômago embrulhar com tudo isso. Eu não posso acreditar que esse babaca fez isso, não só comigo, mas com ela também.

- Você é nojento! - Falo e olho para Alan, que me olha ainda superior. - Eu não acredito que estava comigo e com minha irmã ao mesmo tempo.

- Eu não estava com você, eu tinha um caso e te fodia quando tinha vontade. Você era apenas um adolescente idiota e apaixonado. - Ele diz com deboche e no segundo seguinte vejo Alan ir ao chão.

Meus olhos se arregalam e percebo Adrian perto dele, o olhando em completa raiva. Alan segura o nariz, que nesse momento está jorrando sangue.

- Você é um merda. Lave sua boca pra falar do meu Castiel. - Ele diz com raiva e o puxo pela cintura, tentando trazer ele para perto, mas é algo impossível.

Alan solta uma risada e gospe sangue no chão, logo olhando para nós em seguida.

- Arrumou outro trouxa foi? Eu sabia que você não valia nada Castiel e aposto que aquele bastardo nem era meu. Espero que tenha seguido meu conselho e tirado aquela coisa. - Ele diz e logo em seguida grunhe de dor por receber um chute de Adrian nas costelas.

Cowboy Indomável (Mpreg) - Duologia "Indomável" - Livro 02Onde as histórias ganham vida. Descobre agora