- Aqui ta de manhã chovendo muito e eu to aqui pensando na menina mais chata que eu conheci to pensando na menina que quando alguém rouba a comida dela ela mata! Com qualquer arma que estiver por perto,mais essa menina me matou é e ela deu um tiro bem no meio do meu coração... É eu não sei se um dia eu ainda vou encontra- mais se eu a encontrasse de novo eu agradece ria por ela ter me mostrado que o Amor não precisa ser perfeito nem como de filmes que foda-se o jeito que você ama. Mais se você amar... é oque importa ESTHER SIMPSON EU TE AMO.-- Isaac

Eu li,reli e em todas as vezes eu chorei Eu queria acreditar que tudo foi uma Mentira e que quando eu acordasse estaria tudo bem! Mais não Eu estava acordada! Não foi um sonho era uma realidade que eu iria ter que engolir e seguir em frente...

Olhos vermelhos,No meu quarto eu chorava claro ou vocês acham que é fácil pra mim? CARA EU JÁ SOFRI MUITO,REALMENTE EU ACHAVA QUE ESSE ERA MEU ULTIMO SOFRIMENTO MAIS NÃO PERCEBO QUE E SÓ MAIS UM COMEÇO.

Saiu com meus olhos vermelhos... Vejo o Austin no sofá assistindo um filme que eu havia emprestado pra ele era filme de "ação"

- Iai? Não vai me perturba? Nem falar que ta com fome? E nem aprontar hoje?-- Austin fala e eu nem tinha olhado na cara dele,finjo que não tinha ouvido nada e viro de frente Com a jarra de água na mão Baixo minha cabeça

- Ei pequenininha você não me ouviu?-- Fala ele pegando na minha mão

- Austin não me chama de pequenininha-- Falo com cara feia.

- Você tava chorando?-- Ele se aproxima

- Não não to chorando demente,eu só queria beber água pelos olhos.-- Falo sendo irônica

- Abri o jogo pra mim Esther-- Fala ele suspirando

- Não e nada e só que o eu e o Isaac terminamos por que ele iria viajar..-- Falo segurando minhas lágrimas.

- Esther não guarda isso tudo pra tu não, dividi com ele- Austin fala e eu me seguro por dentro

- Olha Austin eu não quero desabafar! Não quero demonstra oque eu estou sentindo de novo porque vai me trazer varias lembranças então só me anima e o melhor-- Falo sorrindo torto pra ele

- Topa uma partida de video game?-- Austin fala bagunçando meus cabelos esse cao

- Ta mais se perder vai sair na rua de biquíni!-- Falo e ele rir não gente eu não estava falando sério biquíni e POTARIA

- Não Esther...-- Fala ele rindo e com vergonha

- Vamo jogar logo!-- Estávamos jogando Eu e a pulga do satanás o Austin e o Outro carrapato do diabo chega

- Gente-- Diz o Bryan fazendo cara de quem acabou de chupar um limão e ficou com dor de barriga.

- O que?-- Digo revirando os olhos

- Vamo comer?-- Eba comer comidas que amo comer! Comer acima de tudo comida hoje,comida amanhã comida sempre. Ok já entenderam

Fomos todos pra mesa e vocês já devem perceber que o estrupiçio do Jake Não estava pois é acho que ele tinha marcado um encontro com alguma prostituta eu sei lá!

O que temos pra hoje "LASANHA" todo mundo comendo e vendo a cena do Bryan brincando com a lasanha e chamando ela de "Amor da minha vida" Cara acreditem aquilo tava PEDO total aquilo tava mais pra "Depois dessa cena preciso me suicidar"

--------------

- Bryan traz pipoca-- Falo gritando... A gente tava lá sem fazer porra nenhuma quando o Capivara cagado do Austin da a ideia de um cinema "Cara isso não vai prestar muhuhaha" O demônio lerdo do Bryan derramou a coca cola no sofá aquele demente! Mais fizemos ele limpar tudinho... OK depois do Espetáculo do Bryan deitamos nos colchões que estavam no chão eu o Bryan no meio e o Austin do outro lado colocamos um filme de comedia "Ate que a sorte nos separe" Rimos durante horas e o idiota do Austin não calava a boca porque a risada dele parecia a de um golfinho tendo traumatismo craniano.

- Ai Esther não bate esse braço na minha cara-- Resmunga o cão do Bryan

- Olha querido Você e invertebrado? Ou você e feito de algodão doce Olha aqui oh Helo Kitt para de reclamar-- Falo e o Austin da aquela risada de Golfinho tendo traumatismo craniano de novo.

- Oh Austin se tu não calar essa tua boca eu coloco esse controle aqui na tua garganta até a aprofundar lá dentro-- Bryan rir e eu reviro os olhos e volto a focar no meu filme

- Não sei pra que assistir essa bosta eles voltam no final e ficam rico de novo-- Fala o Austin e eu jogo a tigela de pipocas em cima dele e ainda do uma batidinhas pra cair o sal lá de dentro que fica bem no fundo sabe? Pois é

Eles resolveram calar a boca e eu fui assistir o filme o Austin não tirava o olho do celular e dava sorrisinhos eu não tirava o olhar de "to bufando" "to vendo isso e não to gostando" Volto a olhar pra televisão e uma voz enjoenta manda um áudio pra ele "Já disse que te amo!" Que overdose de açúcar do caralho peguei o celular dele e joguei por trás de mim.

- Porra qual teu problema-- Pergunta ele bufando

- Eu quero assistir-- Falo séria e ele levanta e sai o Bryan nos olha assustado e fica constrangido com a cena

Esther [{A editar }]Leia esta história GRATUITAMENTE!