Capítulo Vinte e Sete

4K 598 351

Adrian D'Ávila

Três semanas depois...

Sinto o vento bater em meu rosto, enquanto mantenho um ritmo bom em cima do cavalo. Adoro esses momentos em que me sinto livre, parecendo que não existe um mundo imenso lá fora que só te causa dores.

Aos poucos, vou deixando o cavalo desacelerar, até que ficamos parados diante a visão dos amores da minha vida. Há poucos metros de mim, Castiel está sendo na grama alta, coberta por um cobertor, junto com Evan, que se diverte correndo desengonçado atrás de algumas borboletas que voam ao seu redor. Sorrio vendo essa visão, que trás um sentimento ao meu peito.

É tão bom ver o sorriso na face dos dois, isso me deixa em paz, ainda mais depois que descobri sobre o pai de Castiel. Graças a Deus, Alessandro não voltou a se aproximar dele e nem tentou contato. O que eu fiquei grato, pois não acho que ele mereça estar perto do filho. Sei que não sou ninguém para julgar, também já fiz algumas merdas nessa vida, mas quando se trata das pessoas que amo, as coisas se tornam diferente. Eu percebi que Cas ficou bem abalado depois de tudo, pois apesar de ser forte, eu sei que toda aquela situação o abalou.

Só que agora as coisas estão melhores. Há uma semana atrás foi o casamento de Enzo e Ângelo, e isso serviu para o distrair bastante, já que o casamento de seu "irmão" foi bem esperado por ele. Um surpresa muito boa daquele dia, foi Castiel ter pegado o buquê, mesmo que ele estivesse longe da multidão eufórica por ele. Confesso que eu amei ver aquela cena e pude imaginar ele perfeitamente no dia do nosso casamento, que se Deus quiser e Castiel também, vai acontecer.

- Papai! - Escuto a voz infantil me chamar e automaticamente, um sorriso se abre em meu rosto.

Logo vejo Evan, andando em minha direção com o sorriso banguela mais lindo do mundo. Solto uma risada e desço do cavalo, deixando ele pastar livre, e vou de encontro ao meu filho.

- Oi ruivinho! - Falo sorrindo e pego Evan em meus braços quando ele se aproxima mais de mim. Deixo beijos por seu rosto e sinto suas mãozinhas puxar minha barba.

- Belo, belo. - Ele diz sorrindo enquanto puxa os fios da minha barba e nem preciso dizer que isso dói.

- É filho, cabelo. E eles doem, sabia? Não pode puxar. - Falo com uma careta e tiro sua mãozinha, que estava me massacrando. - Não sei o que você viu nos meus cabelos, seu papa também tem. - Falo olhando em seus olhinhos azuis, que me fitam com atenção.

Evan solta uma risada, por não entender nada e depois de deixar um beijo babado em meu rosto, ele deita sua cabeça em meu ombro.

Ando em direção à Castiel e vejo ele deitado no cobertor, tendo os olhos parcialmente fechados. Assim que ele nos percebe, abre totalmente seus olhos e sorri para nós dois, o que faz meu coração acelerar em meu peito. Não sei como é possível, mas a cada dia que passa, eu amo ainda mais esse diabinho dos cabelos cor de fogo. Ah, Evan também não escapa desse amor, já que ele foi o primeiro a me laçar.

- Pensei que não ia se juntar a nós dois. - Ele diz e logo Evan se debate para sair do meu colo.

Deixo Evan novamente no chão e me sento no cobertor, ao lado de Castiel.

- Só estava aproveitando um pouco. - Sorrio e puxo ele para mais perto, deixando um beijo casto em sua boca de lábios extremamente macios.

Me afasto dele aos poucos e logo me deito ao seu lado. Solto uma risada quando Evan se deita na minha barriga e leva uma mamadeira a boca.

- Ele está crescendo tão rápido, parece que foi ontem que eu descobri que estava grávido. - Cas fala, enquanto tem seus olhos fixos em nosso filho.

Cowboy Indomável (Mpreg) - Duologia "Indomável" - Livro 02Onde as histórias ganham vida. Descobre agora