Capítulo 2 - O Jantar Que Vingou -

557 149 30

O jantar na mansão do duque de Morph fora preparado para receber cerca de vinte pessoas, os amigos mais íntimos da família. Lady Caroline estava ansiosa.

O conde Bernard Langford fora em sua casa mais cedo a fim de conversar com o duque e pedir a mão dela em casamento, pedido ao qual lorde Calston prontamente deu seu consentimento quando informado de que a filha havia aceitado o pedido.

Em uma recepção formal, o noivado de lady Caroline Calston e lorde Bernard Langford seria anunciado naquela noite.

Todos estavam curiosos diante da grande novidade que seria partilhada em breve e Caroline sorria intimamente ao notar que lady Mariene presenciaria seu triunfo sobre ela.

Lorde e lady Stanford - ao menos era o nome que assumiam -  vinham tentando casar a filha com o conde Langford há algum tempo, sem sucesso.

Era a primeira temporada da moça, mas provavelmente não seria a última se dependesse do pedido do conde, pois este já se comprometera.

Caroline se olhou no espelho; os cabelos escuros arrumados em cachos bem feitos no alto da cabeça, enfeitados com uma tiara que se assemelhava a uma coroa, cravejada de diamantes.

O vestido em um tom de verde que contrastava com o verde dos olhos dela, coberto de pedrarias e com uma saia ampla que a obrigava a usar várias anáguas pesadas; mas o efeito era encantador.

Ela desceu as escadas para encontrar os convidados que testemunhariam aquele momento, estranhamente não se sentia radiante ou mesmo feliz com o anúncio.

Deveria se sentir feliz, não?

Talvez fosse melhor repensar a união, afinal de contas o beijo de Albert mexera com ela de uma maneira impensável.

Não. Ela iria até o fim.

Quando por fim chegou aos últimos degraus da escadaria, notou primeiro que Albert ainda não havia chegado.
Por mais que lhe parecesse estranho não ter seu melhor amigo ali, talvez fosse preferível mesmo que ele não comparecesse. Afinal, poderia tentar dissuadi-la e bem... ela não sabia como reagiria.

Talvez ele a beijasse outra vez e isso poderia confundi-la ainda mais.

Os convidados estavam preparados para serem conduzidos ao salão de jantar, mas Caroline ainda não avistara o futuro marido e não poderiam anunciar o noivado sem ele.

Questionou o mordomo sobre seu paradeiro e ele lhe informou que lorde Bernard já havia chegado, portanto ele deveria estar na casa, em algum lugar.

Caroline, matreiramente decidiu procura-lo para avisar que o jantar teria início.

Se esgueirou pelos corredores a sua procura; olhou na biblioteca, nas demais salas de espera e até mesmo no escritório de seu pai. Não o encontrava em parte alguma.

Por fim, decidiu procurar nos jardins; ele poderia estar tão nervoso quanto ela e poderiam conversar um pouco para se prepararem.

Ainda assim... Albert poderia estar ali, ele saberia o que dizer para ajudá-la a se acalmar; infelizmente não nesse caso em particular, a presença dele apenas a deixaria mais confusa.
Caminhando apressada, a fim de que não dessem por sua falta — tudo que ela não precisava era de um escândalo que fizesse parecer que ele se casara a força — Caroline caminhou entre as sebes.

Por Deus!

Não podia nem mesmo chamá-lo em voz alta pois poderiam ouvi-la.

Foi quando fez uma curva dentro do labirinto dos jardins que ela o viu. Ou melhor, os viu.

O Melhor Amigo da LadyLeia esta história GRATUITAMENTE!