Capítulo 52 (Dia 10)

1.4K 238 584

"Em época de tirania e injustiça, quando lei oprime o povo, o fora da lei assume seu lugar na história." (Robin Hood)

Fronteira | 15 ºC
Contagem regressiva: 9 dias

— É a Gi? — pergunto ao ver o desenho que Kyle passou a manhã toda fazendo. Ele disse que isso o ajudava a controlar a ansiedade e nunca o vi tão concentrado em todos esses dias que passamos juntos.

— Linda, não é? — ele sorri respondendo e me entregando o desenho. Olho para a menina da imagem com cabelos pretos repletos de cachos bem definidos, um olhar profundo e mordendo a parte de baixo do lábio. Ele ri quando vê o meu olhar na boca dela. — É assim que me lembro dela me olhando antes de...

— Ela é linda, Kyle — apresso-me a dizer antes que ele complete a frase quando vejo Vitor se aproximando.

Coloco o desenho na mesa e vejo que ao lado há outro. O cabelo é parecido, mas definitivamente não é a mesma garota.

— Que porra é essa, Kyle? — Vitor diz pegando o outro desenho. — Por que você desenhou a minha Jani? — Ele tenta parecer chateado, mas a expressão no rosto dele olhando para o desenho da noiva mostra tudo menos isso.

Kyle puxa o desenho da mão dele.

— Que ingrato! Desenhei a Jani para você matar a saudade dela, mas tudo bem, vou jogar fora.

— Que jogar fora, o que? — Vitor diz tentando pegar o desenho que ele esconde atrás das costas.

— Agora vai ter que pedir com jeitinho — Kyle provoca. Não consigo não rir, ele sabe ser irritante quando quer.

— Jeitinho é um murro na tua cara — ameaça fazendo Kyle ficar sério.

— Escolhe outro lugar, Vitão — ele diz chateado. — Não toca no meu rosto não.

Vejo Nathan e Lucas olhando para nós ao longe. Tenho certeza que se o Matt estivesse aqui, ele já teria intervindo, mas os dois só se limitam a olhar.

Meus olhos passam por Mere que está sentada em um dos sofás. Ela não falou nada desde que saiu do quarto, nem quando levei uma xícara de chá para ela, apenas agradeceu. Entendo o nervosismo dela, parece ser igual ao meu quando Nathan e Lucas estão fora. E além disso, ainda tem a questão das meninas.

Os dois continuam brigando o que me faz voltar a atenção para eles e, para por fim à discussão, tiro o desenho da mão do Kyle.

— Elas parecem irmãs — digo olhando para os cabelos pretos e cacheados da Jani. Ela é tão linda quanto a Gi, só parece ser um pouco mais nova.

— Não são, mas é como se fossem. Elas vivem brigando, mas se amam — Kyle diz tentando pegar o desenho de mim, mas um olhar meu de desaprovação o desmotiva.

— Igual a vocês dois? — pergunto rindo e entregando o desenho para o Vitor.

— Com a exceção de que elas realmente gostam uma da outra — Vitor diz.

— Assim você me magoa — Kyle responde franzindo as sobrancelhas, mas ele parece se lembrar de algo e dá uma gargalhada. — Você já viu quando elas se encontram com a Jucy? É uma treta atrás da outra.

— Sempre dá briga, já cansei de ter que pará-las — Vitor fala rindo e eles começam a se lembrar de situações engraçadas.

A luz do dia invadindo a sala desvia a nossa atenção. Quando meus olhos se habituam à porta aberta, suspiro aliviada ao ver Matt e Armon entrando. Mas por mais que saiba que foi o melhor para elas, meu coração dói quando vejo que Alana e LIly realmente não estão com eles.

A Resistência | Contra o Tempo (Livro 2)Leia esta história GRATUITAMENTE!