Capítulo 3

17 1 0


Assim que acordou no dia seguinte sentia como se tudo tivesse sido um sonho ruim e resolveu se deixar enganar, mesmo que racionalmente soubesse que tinha alguém na janela na noite anterior. Tomou café da manhã e enviou mensagem para as amigas, se encontrariam na frente da livraria favorita das garotas; não demorou muito até ir de encontro a elas.

— Não, a culpa não é sua! — Drienne foi a primeira a falar algo quando Letícia compartilhou seus pensamentos da noite anterior. A negra estava mais exaltada que o necessário, na percepção da brasileira, elevando a voz e com gestos exagerados. — Andrew deveria prestar atenção na mulher maravilhosa que tem ao lado dele antes que seja tarde demais. Helloooo, qualquer hora pode aparecer um novo por aí.

— É Light Heaven, Drie, ninguém vem pra cá a não ser que tenha família. Nada nunca acontece por aqui.

— Letícia, querida, o foco não é esse! O importante é que você deve se amar acima de qualquer coisa. Para de assumir a culpa por algo que não fez!

— E pare de pedir desculpas por isso.. — Foi a vez de Anne falar. A parda costumava observar as coisas bem antes de dizer qualquer coisa, mas quando dizia era a pessoa mais sincera possível. — Você não fez nada de errado, apenas comentou algo que estava te incomodando e, se ele ficou tão mal com isso tem algo errado. Ou com ele ou com o relacionamento.

— Ou os dois. — Elle completou em um tom baixo, quase como se não quisesse ser ouvida.

— Tem certeza que o namoro de vocês vai pra frente, Le?

A pergunta foi feita por Lola Francois, a menina fazia parte do grupo de amigos de Letícia, mas quase não aparecia nos encontros. Uma garota loira, de cabelos lisos, olhos castanhos mais marcantes que qualquer olho azul já visto e filha de franceses só podia ser bem popular entre os garotos e Lola sabia aproveitar isso.

— Espero que sim... — Letícia suspirou. — Eu o amo!

— Mas às vezes amor não é o suficiente para manter um relacionamento. É uma base, sim, mas é preciso muitas outras coisas. Devemos acabar com a cultura disney que diz que a vida se resolve apenas com amor.

— Às vezes sua sinceridade dói, Anne... E eu até gosto da cultura Disney...

— E sofre por causa dela também! Mas entendo, eu também gosto.

As garotas soltaram risadas descontraídas com a mudança de postura abrupta de Anne. Não demorou muito para que Caleb, Julian e Beatrice, namorada de Anne, se juntassem a eles. O clima descontraído que se fez entre os amigos fez Letícia esquecer os problemas, tanto os com Andrew como o que vira na noite anterior em casa.

══ ∘◦❁◦∘ ══

Mais um dia comum na escola, a manhã tinha sido normal e tediosa. Estava nas mesas ao ar livre com Anne, Mary, Elle, Bianca e Drienne aproveitando os raios de sol para se aquecerem um pouco daquela manhã fria.

— Como assim você tem uma lista?! — A voz de Mary estava carregada de incredualidade.

— Você não? Como vai saber de onde eram as pessoas que beijou? Pior, não marca no mapa os países que já experimentou?!

— Ugh, vocês só sabem falar disso? — Elle fez uma careta enquanto levava uma batata frita à boca.

— Desculpe, El... E claro que não tenho uma lista, Bianca! Única lista que tenho é das faculdades que quero entrar.

— Ai, era esse o papo que eu queria evitar... desculpa estar falando tanto sobre garotos e garotas, gente, mas sabemos que se deixar a ruiva aqui só fala de universidades e esquece de curtir o ensino médio.

Classic DreamRead this story for FREE!