Capítulo 6

29 16 44

Rodolfo tamborilou os dedos sobre a escrivaninha do pai

Ops! Esta imagem não segue as nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Rodolfo tamborilou os dedos sobre a escrivaninha do pai. Conferiu o relógio em seu pulso, os ponteiros marcavam exatamente a hora que ele imaginava que iriam marcar: 16:59.

O escritório estava quente, sobretudo para alguém que estava em vestes pesadas como aquelas. A camisa branca abotoada até a garganta, a calça de veludo azul escuro e os sapatos pontiagudos. Seu pai, o sempre tão exigente Dr. Rodolfo Quiroga, o maior cirurgião cardíaco do país, não teria o que falar da aparência do Júnior, pelo menos não no dia de seu casório.

A certidão de casamento continuava sobre a escrivaninha, à sua frente. Sua assinatura constava orgulhosa sobre o papel timbrado, faltava apenas a dela. O ano de 1973 já estava escrito à caneta, mas precisava ainda preencher o dia e o mês.

Apanhou o lenço com suas iniciais e limpou o suor espesso de seu pescoço. Que calor insuportável.

Voltou a mirar o relógio. 16:59.

Longa Noite em Santo ExpeditoLeia esta história GRATUITAMENTE!