Capítulo 2

25 3 0

Acordei com dores no corpo, acabou que o Lipe veio assistir com a gente ontem, o que me deixou meio sem graça no início, mais até que foi legal, e todos adormecemos no chão. Levantei com cuidado para não acordar ninguém, fui ver as horas e ainda era 06:00 resolvi dormi mais um pouco dessa vez na cama.

Achei que era um sonho, ou melhor pesadelo, uma gritaria e pessoas encima de mim, quando me dei conta de que era mesmo verdade, a Manu, o Lipe, e a Larissa, uma amiga nossa, encima de mim intercalando entre berrar: acorda è parabens.

- ACORDAAAA, e seu dia, e hoje temos que aproveitar cada segundo dele- disse a larissa. Todos levantaram de cima de mim, e eu pude perceber todos arrumadinhos e um sol estridente la fora.

- que horas são? perguntei me sentando meio desnorteada e fazendo um coque mal feio na minha juba.

- são exatamente 10:30 e agora a senhorita vai se arrumar ficar mais linda do que ja e para sairmos, estamos te esperando lá em baixo nao demora! Só concordei com a cabeça, e quando todos sairam fui procurar algo pra vestir, como estava quente optei por um shortinho jeans na cor verde água, e uma blusinha toda aberta branca que ficava linda com ele, fui ao banheiro que ficava no quarto, fiz minha higiene e uma make por la mesmo, somente um delineador, rimel, e um baton rosa, vesti a roupa calcei sandálias rasteiras na cor amarela, soltei meu cabelo me perfumei passei hidratante e estava pronta. Peguei uma bolsinha de lado da manu amarela e coloquei celular dinheiro baton dentre outras utilidades. Me olhei no espelho e gostei do resultado. Quando desci estavam todos vendo tv e conversando

- Bom dia pessoas lindas. Disse com meu melhor sorriso, estava animada com esse dia

- Bom dia ruiva. Manu disse vindo me abraçar

- Parabéns amiga eu te amo tanto, felicidades e depois te dou seu presente.

- Obrigada minha linda também te amo, e nao precisa se preocupar com presente só em ter vocês comigo nesse dia vale mais que qualquer coisa.

- Oww como ela e fofa. Todos disseram rindo de mim

A Lari e o Lipe também vieram me abraçar e me desejar parabéns, e ganhei uma capinha linda de celular personalizada com minha foto e um colar do Lipe e da Lari. A Manu ainda tava fazendo mistério com seu presente o que me dava medo kkk.

Fui tomar café, comi duas torradas com uma quantidade exagerada de nutella e café puro, sim eu amava, e depois saimos. Entramos todos no carro de Lipe e eu não fazia idéia de onde estamos indo. Foi muito divertido cantamos, zuamos, até chegar no local que eles queriam. Era um daqueles espaços que rolava festinhas de crianças, descemos e pude perceber que estava tendo uma festa de um menininho pois a decoração era toda do homem aranha.

- O que estamos fazendo aqui gente?. Perguntei olhando a Manu que sorria sapeka

- Vamos entrar de penetra por várias festinhas. Disse Lipe rindo, só eles mesmo.

Entramos na festa e olharam estranho pra gente mais não fizeram nada, cada um foi pra um canto, eu e a Manu fomos comer, o Lipe foi no pula-pula, e a Lari na piscina de bolinhas.

Assim passamos o dia indo de festinha em festinha, comi muitooo e fomos espulsas de umas três. Mais ainda sim foi inesquecível e muito divertido.

Chegamos na casa da Manu ja eram umas 18:00 fomos nos arrumar pois a festa seria na casa do nosso amigo o Léo, ele era mais velho tinha 23 anos e morava sozinho.

A Lari foi se arrumar na casa dela e encontraria a gente lá na festa

Tomei banho e escovei o cabelo fiz cachos nas pontas e uma make dourada destacando os olhos e uma boca vermelha, coloquei um vestido preto com dourado e um sapato preto terminei de me arrumar e gostei muito do resultado. A Manu tava ainda mais linda, tava com um shortinho daqueles bem alto e curto com o jeans velho e um cropped tops, aquelas blusinhas curtas com bojo preta com umas pedras, deixando um pedaço de sua barriga definida à mostra e um vans vermelho nos pés, uma maquiagem perfeita e aquele cabelo enorme e lisinho solto, estava linda, amava o estilo dela. Saimos do quarto e o Lipe ja esperava por nós ele tava lindo, com uma camisa preta uma calça jeans também preta e um vans azul turquesa, o cabelo baguncado, e todo cheiroso. Ele me olhou de cima a baixo e mordeu os lábios me fazendo corar, quando a Manu apareceu atrás de mim ele também a fitou mais com olhar de ciúme.

- Nao acha que esta mostrando pele demais Manuella?. Ele perguntou todo serio, eu e ela caimos na gargalhada

- Nao eu nao acho. Disse ela  toda marrenta passando por ele. Fomos atrás dela, o caminho todo foi em silêncio, a Manu nao parava de mexer no celular e o Lipe tava concentrado na estrada, quando chegamos a Manu tirou uma foto comigo e várias com o Lipe antes de entrarmos, a casa era enorme e estava lotada e toda iluminada, com uma música alta, gostei do clima desde lá de fora. Com certeza essa noite tava prometendo.

ForeverLeia esta história GRATUITAMENTE!