Capítulo 3 - parte I

175 43 4


Cassie acordou com o som dos tiros e quase foi pregada ao teto da tenda com o pulo de susto.

Esgueirou-se para fora da tenda a fim de ver o que estava acontecendo e viu os homens de Drake atirando contra garrafas de uísque vazias. Um deles estava sentado sobre um caixote de madeira onde imaginou estarem as garrafas cheias.

Ela se aproximou de Anne que prepara a refeição com pães e leite.

- Onde conseguiram tanto uísque?

- Eles roubaram uma comitiva na semana passada que ia para sacramento.

- Roubaram? – Cassie engoliu em seco.

- E como mais imaginou que conseguiriam? – Anne deu de ombros e estendeu uma caneca com leite para a prisioneira. – É leite de búfala, um pouco forte, mas ajuda a nos manter em pé ao longo do dia.

- Obrigada. – Cassie deu um meio sorriso ao se sentar diante de Anne em uma pedra ao redor da pequena fogueira.

Tomou o leite em uma única golada e percebeu o quanto estava faminta. Estendeu a caneca para Anne que a serviu com mais um pouco.

- Porque é a única mulher com esse bando? – Cassie mordeu a língua, sua inquietante curiosidade poderia colocá-la ainda mais em perigo.

- Quando meus pais foram assassinados em seu rancho, meu irmão, Thomaz – Ela apontou com o queixo para o homem que estava sentado sobre o caixote de uísque. – Quis se juntar a Drake e ao seu bando. Eu não tive outra escolha a não ser segui-los. Isso já faz alguns anos e os rapazes gostam da minha companhia.

- Imagino que sim, você é muito gentil.

- Obrigada, senhorita.

- Se houver algo em que eu possa lhe ajudar.

- Não há necessidade, viro-me bem com o serviço sozinha.

- Peço por mim mesma. O tempo custa a passar quando se está sentada olhando para o nada.

Anne riu.

- Certo. Pode me ajudar a lavar a roupa dos homens no riacho mais tarde. Sempre deixam tudo cheio de poeira e terra.

- Obrigada!

- Não agradeça até começar.

- Tudo bem. – Cassie mordeu a língua.

Olhou em volta e procurou Drake com o olhar, porém não o encontrou. Pensou em perguntar Anne sobre ele, porém não lhe pareceu adequado. Depois da forma como ele a afastara na noite anterior deveria estar evitando-a.

Roubada do altar #1 Amores do oeste (Degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!