Capítulo 3

1K 69 82

"Não, não, não." Eu grito como se isso fosse adiantar algo. Seu corpo no chão me assusta mais do que eu já pensei ficar assustada. Mas aquilo não era o pior.

"Acorda, por favor..." implorei com meus olhos cheios de lágrimas relutantes.

Quinze minutos não foram rápidos suficientes. A notícia foi a pior que eu jamais poderia ter. Minha mãe não estava em casa. Eu estava sozinha, com tudo aquilo. Era impossível não se sentir culpada.

Acordo com um susto, um barulho interrompe meus sonhos. Eu me sento e demoro alguns segundos para me lembrar de que estava na casa de Mercy, em seu sofá. Olho para frente vendo uma sombra, não demoro muito para perceber que era Hero. Mesmo estando escuro, percebo que ele estava sem camisa, do outro sofá me olhando.

"Pesadelo?" Ele pergunta e alcanço meu celular para ver as horas, eram quase quatro da manhã.

"O que você tá fazendo acordado essa hora?" Eu pergunto deixando meu celular de lado. Arrumo meu cabelo novamente em um coque frouxo.

"Não consigo dormir..." Ele responde me olhando. Meus olhos descem para seu peitoral desnudo. Merda.

Me levanto rapidamente o deixando sozinho na sala, ando devagar pela casa iluminada apenas pelo brilho da lua até chegar a cozinha. Pego um copo do armário e encho com água da torneira mesmo, bebo tudo. Fico olhando para o copo para não ter que voltar para a sala.

Hero aparece do meu lado pouco tempo depois, abre a geladeira, pega uma garrafa de água e toma do gargalo. Tento não olhar pra ele mas ele não cansa de ficar me encarando.

"O que?" Pergunto e olho para ele que dá de ombros.

"Você é bonita, gosto de ficar olhando pra coisas bonitas." É tudo o que ele fala, eu reviro os olhos.

Ele volta a ficar em silêncio mas seus olhos descem para meus lábios, ele deixa a garrafa em cima do balcão e se aproxima de mim, eu dou um passo para trás pra manter uma distância segura. Minhas costas batem no armário.

"O que você está fazendo?" Eu pergunto vendo ele não deixar os olhos da minha boca.

Ele me silencia colocando o polegar no meu lábio inferior.

"Pare de falar" Ele diz baixo e sinto sua respiração junto a minha já que ele se aproximou ainda mais de mim. "Tem coisas melhores que você pode fazer com essa boca."

Eu me arrepio por completo e fecho os olhos involuntariamente, ele passa seu dedo por meu lábio, é um toque suave e eu sinto minha pele formigar. Sua outra mão segue para minha cintura e eu volto a abrir meus olhos, ele está olhando para eles agora.

Eu quero dizer para ele parar, dizer que não quero isso mas não consigo fazer as palavras saírem. Ou apenas não quero mentir. E então ele rompe o curto espaço que tinha entre nossos corpos, leva sua boca ao meu pescoço e eu solto um gemido abafado quando sinto sua língua contra minha pele sensível.

Levo minhas mãos para seus ombros na intenção de afastá-lo de mim, mas então eu subo pelo seu cabelo entrelaçando meus dedos entre os fios e o puxo mais para perto de mim.

"Hero..." Eu suspiro sentindo ele seguir pelo lóbulo da minha orelha, mordo o meu lábio.

Ele se afasta o suficiente para me olhar novamente mas não demora o bastante para eu poder juntar meus pensamentos. Sua respiração fica mais e mais próxima da minha.

Holding Up Your Heart [Hero & Josephine]Leia esta história GRATUITAMENTE!