Capítulo 39

7.3K 809 346

Sem revisão

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Sem revisão

Norah

A manhã estava linda, eu olhava através da varanda toda a movimentação no jardim, estava tudo tão lindo, o sol brilhava sorrindo para mim, meu coração estremeceu, eu vou casar com ele, o homem que amo. Levei a mão até o ventre, eu não deveria amá-lo, deveria odia-ló, mas meu coração teimoso insiste em bater forte por ele.

Ontem à noite ele mostrou que não é o príncipe no cavalo branco e muito menos que será um marido capacho, ele não me bateu ou algo assim, mas deixou claro que não me pouparia caso tivesse que me colocar no lugar. Eu como sempre, baixei minha cabeça e pedi desculpas, ele me abraçou e fizemos
amor ali mesmo onde estávamos, sob a luz do luar e das estrelas.

Era muito assustador a perspectiva de como será a minha vida ao lado dele, sei que já deveria ter uma ideia, mas não tenho, até agora fui apenas a amante dele, a partir de hoje serei a esposa e a mãe do seu filho. Estremeci com aquela constatação, ele exigirá que eu aja como uma dama da Máfia, e eu não sei se saberei agir como uma. Meus medos foram interrompidos com a chegada de alguém no quarto
— Senhorita Wood?
— Estou aqui na varanda

A estilista que desenhou meu vestido, entrou na varanda e disse
— Vamos Senhorita, está na hora de prepara-se para o casamento

A segui para dentro do quarto, haviam mais três pessoas, um maquiador, a cabeleira e a manicure. Assim começou meu dia. Eles me fizeram sentar e o maquiador falou
— Relaxa Senhorita Wood, deixa-nos transforma-lá em uma verdadeira princesa
Sorri, realmente estava me sentindo uma princesa. Fechei os olhos e deixei que fizessem seus trabalhos. O maquiador colocou um fone em meu ouvido onde tocava músicas românticas. Relaxei e viajei na balada daquelas canções.

Depois de um tempo, me olhei no espelho e não acreditei no que via, eu estava belíssima, a maquiagem muito bem feita, realçava meus olhos, os cabelos estavam soltos, apenas presos na lateral com um prendedor de cabelo feito de pedras preciosas, não usarei um véu. As unhas estavam pintadas com um esmalte branco, a mulher havia colocado uma extensão e lixou em forma de garras.

— Agora o toque final, o vestido

A estilista ajudou a tirar o robe, já estava com a lingerie branca e meias meia perna com ligas, ela me estendeu um garter, um ornamento azul de babados que coloquei na coxa, pela tradição, Enrico tirará na recepção. Ela também me fez vestir um espartilho. Por fim, o vestido, lindo com babados para todos os lados, uma calda enorme. Os acessórios, foram brincos de safira, gargantilha também de safira e uma pulseira de diamantes lindíssima. Os sapatos, forrado de renda completavam o conjunto. O resultado final ficou incrível. Todos me olhavam com lágrimas nos olhos
— Nunca vesti uma noiva tão linda, não é à toa que o senhor Falcon a escolheu como esposa
— Obrigada — falei tímida

Nesse momento alguém bateu na porta, a estilista foi atender

— Norah já está arrumada? — a mãe do Enrico perguntou
— Sim, pode entrar Senhora Falcon
Telma entrou, ela estava muito elegante em um vestido tubinho bege com bordados preto, blaze seguindo o mesmo estilo e em sua cabeça, um lindo chapéu. Como acessórios ela usava brincos compridos de ônix, uma pedra preta e uma bolsa carteira seguindo o mesmo estilo da roupa. Em seus pés, sapatos escapam preto meio salto. Ela estava elegantíssima.

Sob o Jugo do Mafioso +18 concluído Leia esta história GRATUITAMENTE!