Capítulo 2

1.3K 259 15

Capítulo dessa semana, espero que gostem.

Aproveito para desejar antecipadamente uma feliz Páscoa.

Para quem celebra esses dias, desejo que a semana santa desperte a empatia, o amor e a misericórdia no coração de vocês e que nossa fé seja renovada para que possamos procurar sermos sempre semelhantes a cristo.

Que Deus abençoe grandemente cada um de vocês e que sintam-se sempre amados por ele.

Uma feliz Páscoa meus amores.

***

Tudo o que Bernardo queria era ter estado em casa na hora certa para poder passar um tempo com a filha e comemorar o aniversário dela. E tudo o que fez foi correr para cima e para baixo atrás de ovelhas estúpidas e barulhentas.

Infelizmente ele não teve outra escolha a não ser ajudar os homens a recolher as ovelhas que haviam fugido, e havia uma centena delas pra encontrar e levar de volta para o cercado antes que anoitecesse.

Tudo aconteceu rapidamente, sem dar-lhe tempo para evitar a tragédia.

Tinha recebido o convite de um de seus arrendatários, o Sr. Rocket, para ver de perto os primeiros testes de uma máquina que garantiria uma maior rapidez na colheita. Era apenas um protótipo que estava sendo trabalhado por um escocês, primo do Sr. Rocket, que estava de passagem visitando a tia enferma.

Patrick Bell era um inventor, e um dos bons. Bernardo concluiu assim que viu o protótipo e o esboço feito pelo homem.

— Ainda estou aperfeiçoando e pode levar anos até que consiga colocar ele pra funcionar com eficiência. Mas a ideia é basicamente essa. — O Sr. Bell concluiu sua apresentação. — Fiz um pequeno protótipo a partir desse esboço.

Até aquele momento tudo estava indo conforme os planos. Seguiram para o campo cuidado por Rocket, onde a geringonça os aguardava.

Ela parecia um carro de mão. Uma única roda larga, movimentava o equipamento. Primeiro Patrick a atrelou a dois cavaloa, depois pegou as redeas dos animais e os fez andar entre a cevada puxando o equipamento.

Inicialmente tudo correu bem. Os cavalos andaram sem problema pelo campo, mas a oscilação sobre uma única roda fez o equipamento se inclinar para um dos lados, cortando a plantação de forma desigual e acabou virando por completo e se prendendo à terra.

Bernardo deveria ter ficado satisfeito com aquela demonstração em vez de tentar olhar mais de perto. Se ele tivesse voltado para casa naquele instante não teria perdido o aniversário da filha, mas estava empolgado de mais e ainda havia muito tempo livre.

— Talvez duas rodas deem o equilíbrio necessário. — Sugeriu ao se apoxiedo protótipo.

— Duas rodas pode ser realmente mais eficaz. Pode impedir que ele tombe. — Patrick murmurou enquanto fazia anotações. — Me incomoda que os cavalos pisoteiem a plantação ao passar por ela. Pode causar certo prejuízo.

— E se inverter? Em vez dos animais puxarem a.... Como pretente chamá-la?

— Ceifeira.

— Então, e se os cavalos a empurrarem em vez de puxar? — Bernardo sugeriu em tom de pergunta.

— Pode dar certo... — O sr. Bell pensou.

— Vamos testar na área já ceifada. — Montress animou-se indo na direção dos cavalos e desatrelando o protótipo deles para inverter a posição.

Passaram pouco mais de duas horas ajustando o protótipo para inverter os braços que eram atrelados aos cavalos.

Após a mudança, seguiram para o campo e colocaram o protótipo preso aos cavalos, dessa vez na frente deles.

Como casar um BarãoLeia esta história GRATUITAMENTE!