Capítulo 37

7.3K 900 542

Olá pessoal, essa história está nos capítulos finais. Já tenho outro enredo pronto, assim que terminar esse, começarei a nova. Já está liberado a sinopse e a apresentação, então já guardem em suas bibliotecas. Próxima história: SUBMISSA DO CHEFE

Agora vamos ao capítulo

•••

Sem Revisão

Norah

Observei todos na sala, havia um senhor muito distinto, ar superior, parecidíssimo com alguém que conheço muito bem. Ele estava sentado em uma cadeira de rodas. Ao seu lado, uma mulher elegante, cabelos preto penteados em um coque baixo com alguns fios grisalho e os olhos pretos me avaliavam atentamente. Também haviam um homem mais jovem e uma moça também jovem. E para completar, uma linda menina de cabelos ruivos e tranças.

Enrico aproximou-se de mim e segurou em minhas mãos que estavam suando frio de nervoso, ele as apertou e me conduziu até o senhor com ar de soberba.

Papa, essa é a Norah, minha noiva. Norah esse é meu pai, Giovanni Falcon

O homem me avaliou de cima a baixo até parar eu meu rosto, seus olhos perspicazes estreitaram-se, ouvi sua voz grave em um Inglês perfeito, quase sem sotaque
— Então essa é a regazza que quase matou o meu filho

Meu rosto pegou fogo, rapidamente ruborizei, todos me culpavam pelo que aconteceu. Ouvi uma voz gentil de mulher
— Não seja indelicado Giovanni, de certo que nosso filho é muito apaixonado por ela, em vista que ainda está viva e sendo apresentada como sua noiva

Fiquei ainda mais constrangida com aquelas palavras, além de me culparem ainda acham que eu deveria está morta ao invés de sendo apresentada como noiva. A mulher entendeu a mão e se apresentou

— Sou Telma Falcon, a mãe do Enrico
— Prazer em conhecê-la
— Estou vendo porque meu filho perdeu a cabeça, ela é uma bela regazza, um pouco magra, será que conseguirá carregar um filho com esses quadris estreitos? — O pai do Enrico falou, eu realmente não sabia onde enfiar a cabeça
— Não se preocupe com os quadris da Norah Papa, te garanto que ela é muito forte não é amore mio?

As coisas só pioravam e o Enrico não fazia nenhum esforço para me socorrer. Um homem, aproximou-se e falou com voz jocosa

— Realmente com esse olhos deixam qualquer homem de quatro, até o poderoso Enrico Falcon

O homem estendeu as mãos para mim e disse
— Guido Mastrocolla, primo do Enrico, as suas ordens
Estendi as mãos e ele as beijou, uma de cada vez, ouvi a voz do Enrico dizer

— Se quer ser o novo Capo, sugiro largar a mão da minha noiva
— Está com ciúmes Enrico? Só estou sendo gentil e dando as boas vindas a bela Norah, nunca pensei que seria tão inseguro
— Não sou inseguro meu caro, só não quero que a Norah se contamine com tamanha idiotice de um imbecil como você
— Se não quer um imbecil comandando a Cosa Nostra Italiana, deveria voltar e assumir seu posto aqui
— Sabe que não farei isso papa, meus negócios estão nos Estados Unidos
— Eu sei, está até trabalhando com fabricação de armas no clear e vendendo para o governo,qual o próximo passo, destruir a Rússia?
— Não é uma má ideia
— Vamos parar de falar de negócios? Afinal de contas estamos aqui para conhecer a Norah

A mulher jovem se aproximou junto com a menina, que deveria ter uns cinco anos
— Sou Jurema Mastrocolla , irmã do Guido e prima do Enrico, essa é minha filha, Larissa Mastrocolla, somos filhos da irmã da mãe do Enrico.
— Prazer
Olhei para a menina que me olhava com os olhos arregalados
— Olá Larissa
Ciao
— Larissa, deve falar em Inglês, Norah não fala nossa língua. Me desculpe Norah, ela está aprendendo o idioma, mas não gosta de falar
— Não tem problema, eu entendo

Sob o Jugo do Mafioso +18 concluído Leia esta história GRATUITAMENTE!