Capítulo 1

1.5K 259 49

Capítulo 1
Rose

 — O que Deus uniu, o homem não separa.

— Que coisa mais linda. — Ouço a voz ao meu lado e acho isso surpreendente.

— Linda mesmo, Vicente. Vinícius e Cecília merecem — afirmo, olhando em seus olhos e não consigo evitar o suspiro. Vicente pode não valer nada, mas é o homem mais lindo que já coloquei meus olhos. Vestido com um terno grafite de três peças, então, está uma perdição.

— Ah! Isso também, mas eu estava me referindo à sua bunda nesse vestido, ficou sensacional. Uma coisa realmente linda de se olhar.

Abro a boca, chocada, e desfaço o contato visual.

Como ele tem coragem de dizer algo desse tipo no momento que o seu irmão mais novo recebe a benção do padre?

Não sei por que ainda me surpreendo. Vicente sendo Vicente.

— Você deveria ficar feliz com o elogio, não emburrada — sussurra, com a boca mais perto do meu ouvido do que deveria.

— Não levo a sério elogios de cafajestes — rebato, tentando não perder o controle.

Esse homem me desestabiliza totalmente.

— Não ouvi você reclamando do cafajeste aqui, quando minha língua estava dentro da sua boca.

A minha primeira reação é ficar chocada. A segunda é fechar a mão para mirar um soco no meio da cara desse sem vergonha.

— Chegou a hora de vocês — anuncia a cerimonialista em voz baixa, indicando que temos que sair depois de cumprimentar os noivos.

— Te deixei sem fala, delicinha? Isso é inédito — comenta ele, com a mão nas minhas costas e forço o sorriso para evitar que eu rosne, como a um cachorro.

— Cecília, minha amiga — digo, ao me aproximar da noiva. — Estou tão feliz por você.

E estou mesmo. De todas as pessoas do mundo, ver a minha amiga se casando com um homem maravilhoso como Vinícius, é um sonho sendo realizado. Esqueço-me das gracinhas de Vicente e, até mesmo, do meu ódio por ele. Neste momento, só me interessa ver o sorriso de Cecí.

— Obrigada, Rose. Estou tão feliz.

Sei que está. Seus olhos estão brilhantes. Cecília está linda. Em um vestido de seda com um sobreposto de renda no busto e nos ombros. Decote discreto e uma abertura na perna esquerda, que deixou o modelo ainda mais lindo. Foi indescritível ver Vinícius chorando quando ela entrou. O homem já se parece com um príncipe em tudo, sendo fofo desse jeito, não tem como não se encantar.

Ouço a cerimonialista pigarreando e sei que devo sair para deixar Rob e Thais cumprimentar os noivos, para sairmos da igreja e seguirmos para a festa.

— Parabéns, Vinícius. E cuide bem da minha amiga. — Abraço o noivo, segurando as lágrimas.

— Farei disso a minha missão de vida, Rose — diz ele, sorrindo, e mesmo sem consciência, faço uma prece para o irmão mais velho, se parecer, pelo menos, um pouquinho com Vinícius. Mas sei que é algo impossível. Os dois são completamente o oposto um do outro.

Encaixo o meu braço no de Vicente, que já está posicionado, esperando por mim. Ele tenta mascarar a emoção com o seu lindo sorriso, mas percebo seus olhos brilhantes.

— Eles serão muito felizes — comento baixinho, enquanto caminhamos pelo tapete vermelho, em direção à saída da igreja, que está lindamente decorada. Dona Heloísa, mãe do noivo, cuidou pessoalmente de cada detalhe, para que tudo o que Cecília sonhou, se realizasse. Não é à toa que esse foi um dos casamentos mais lindos que já participei.

*Degustação* A Promessa Onde as histórias ganham vida. Descobre agora