Capítulo Vinte

3.9K 634 238

Castiel Almeida

Os dias desde que briguei com Adrian, se arrastaram completamente, de uma forma lenta e incomoda. Pois é, já se passaram alguns dias, mais precisamente, cinco dias. A única vez que Adrian falou comigo depois do episódio, foi para me avisar que estava novamente indo viajar a negócios. Eu deveria ir com ele como ele já havia me explicado, mas acho que devido ao clima, acho que ele pensou melhor.

Não posso dizer que essa situação toda não me causa uma dor no peito, pois causa sim, mas eu não podia ter tomado uma atitude diferente da qual tomei. Eu sou assim, esse é meu jeito, meus ideais e não posso mudar a minha forma de ver o mundo.

Me levanto da cama, em pleno sábado de manhã, não querendo muito mesmo de fato fazer isso, mas preciso. Solto um bocejo e me sento na cama, coçando meus olhos em seguida. Minha visão entra em foco poucos segundos depois, assim como minha audição, e é então que escuto os gritinhos animados de Evan. Sorrio com isso e me levanto da cama. Pego minha bermuda em cima da cômoda e a visto em seguida, já que estava apenas de cueca e uma camiseta grande.

Saio do quarto e vou até o banheiro, logo fazendo minha higiene matinal. Logo sigo para a sala e já posso ver meu filho sentado no chão, cercado por pelúcias e alguns blocos de montar.

Fico parado olhando meu filho por alguns segundos e nem parece que ele já vai fazer dois anos de vida. Parece que foi ontem que peguei ele em meus braços pela primeira vez e hoje ele já está cada vez maior, o que me causa uma aflição... quero que ele seja esse bebê para sempre.

- Papa... qui! - Evan fala entusiasmado quando me vê, e parece me chamar para ir até ele, o que me faz soltar uma risada.

- Já estou indo, projeto de gente! - Falo ainda rindo e caminho até ele, me sentando ao seu lado.

Pego alguns blocos de montar e começo a fazer algumas figuras geométricas. Evan logo larga o boneco que estava mordendo e se coloca de pé, logo se jogando em cima de mim e me passa seus bracinhos por meu pescoço.

- Meu Deus! Que abraço mais gostoso! - Sorrio e deixo as coisas em minha mão cair no chão, para que eu abrace meu filho com o mesmo amor.

Evan solta um risada gostosa e deixa um beijo todo babado em minha bochecha, o beijo mais gostoso desse mundo. Mas logo sua energia parece sumir e vejo ele ficar um pouco tristinho.

- Ei, meu anjo! O que foi? O papai está aqui. - Falo baixinho e acaricio seu rostinho.

- Adi, boy! - Ele exclama sem muita animação, como se respondesse minha pergunta.

- Você está com saudades dele, né?! O papai também está. - Falo baixo e beijo seus cabelos.

Começo a cantar uma música baixinho e Evan deita sua cabeça em meu peito. Percebo aos poucos seus olhinhos se fechar e deixo mais um beijo em meu filho quando a música termina.

Fico alguns minutos ali sentado no chão com ele, até me levantar e levar ele para seu quarto. Sei o quanto Evan é apegado a Adrian, então é claro que vejo que ele está com saudades do Shrek... assim como eu também estou.

Deixo Evan em seu berço e logo saio do quarto dele, levando a babá eletrônica comigo.

Assim que entro na cozinha, vejo minha avó sentada, bebendo uma xícara se chá.

- Bom dia vó! - Falo e me sento na mesa.

- Bom dia querido! Como está? - Ela pergunta e dou um sorriso pequeno a ela.

- Bem, só estou preocupado com Evan. A senhora sabe o quanto ele é apegado ao Adrian e nem sei quando ele chega dessa viagem. Era para ter sido ontem, mas não sei o que aconteceu. - Falo e não posso mentir que estou um pouco preocupado com esse fato.

Cowboy Indomável (Mpreg) - Duologia "Indomável" - Livro 02Onde as histórias ganham vida. Descobre agora