eight

728 109 1
                                    

naquele sábado chuvoso, estávamos assistindo alguns filmes na minha casa enquanto todo o meu estoque de lanches se esgotava.

lisa correu para pegar algo na mochila, era um bloco de notas, ela passava as páginas rapidamente, animada.

— preciso te mostrar algo! – ela disse me entregando uma página com alguns versos.

analisei bem o que vi ali escrito, imaginei um pouco como ficaria a música com aquelas letras.

— você podia cantar como um rap... hã... eu não sei. foi só algo em que pensei. me desculpe. – lisa falou com um sentimento desanimado e triste. senti que se arrependeu de ter me mostrado a ideia.

abracei ela, o mais forte que consegui.
fechei meus olhos e disse que estava absolutamente perfeito.

— você poderia cantar isso. – sorri – é boa em rap.

eu esperei ela discordar, para eu insistir até lhe convencer que seria uma boa ideia, já tinha até argumentos preparados mentalmente.
mas lisa apenas sorriu e balançou um pouco a cabeça.

— eu adoraria fazer isso por você. – ela me abraçou novamente.

quando foi embora para casa, era tarde da noite. deixou um beijo em minha bochecha. não consegui dormir pensando naquilo.

"portanto, fique onde quer que seja.
às vezes, quando a escuridão vir, eu serei sua chama.
neste mundo a mentira é a única verdade, e é você.
esta é uma carta, de mim para você." – encaixei sua parte após o refrão da música.

stay | chaelisaOnde as histórias ganham vida. Descobre agora