Capítulo 2

672 64 39

Ele nem sequer disfarça não estar me olhando por inteira, consigo enxergar em seus olhos o que ele está pensando. Eu não gosto do meu corpo, mas sei que sou atraente para algumas pessoas, tenho curvas razoáveis, e um par de coxas que eu até tenho orgulho de ter herdado de minha mãe. Também tenho seios volumosos como os dela, meu pai costumava dizer que eu era uma mistura perfeita dele e dela, e que ele estava muito feliz de eu ter herdado mais a beleza dela. Bom, eu herdei a insegurança dele mas o disfarce disso também.

Ouvimos alguém bater na porta, eu encaro Hero enquanto Mercy se levanta para atender. Ele volta a olhar para o meu rosto e eu levanto uma sobrancelha para ele. Ele sorri de lado mostrando suas covinhas, ele é muito atraente mas eu nunca diria isso para ele. Nem sequer demonstraria, consigo ver que ele acha que pode ter quem ele quiser.

Sua irmã volta para a sala acompanhada por Sarah, eu me levanto sorrindo para cumprimentar minha outra amiga. Ela beija minha bochecha e pergunto como está Jacob, ela diz que está a mesma coisa de sempre e que ela o ama ainda mais do que ontem. Eu solto uma leve risada, mas sei que ela não entende bem o porquê. Bom, não vou contar.

"Eu vou pedir a pizza!" Mercy avisa se distanciando da gente para pegar seu celular e ir ligar para a pizzaria.

Volto a me sentar no sofá e Sarah se senta comigo. Começamos a conversar sobre o trabalho e sua vida, ela pergunta algumas coisas sobre meus dias, mas assim como Mercy, ela sabe até onde ir.

Minutos depois Mercy se junta a nós, elas tem coisas bem mais interessantes pra falar do que eu. Elas me perguntam se eu não conheci ninguém novo.

"Não, foi apenas dias normais de trabalho." Dou de ombros me encostando melhor no sofá.

"Faz quanto tempo que você não fica com ninguém?" Sarah pergunta, mas ela sabe quanto tempo faz. O que ela não sabe é a razão pra isso. Olho para Hero que não estava mais me encarando e então volto a olhar elas.

"Três anos." Eu respondo.

"Eu ainda acho que você deveria conhecer alguém, não precisa ser nada sério." Mercy diz me olhando. Eu nego com a cabeça.

"Eu concordo, nós somos seres humanos, precisamos de amor ou pelo menos contato humano. E você sabe de qual contato eu estou falando." Sarah fala. Eu sei de que contato ela está falando. Eu não tenho nem ao menos beijado ninguém por três anos, sexo muito menos.

"Eu apenas estou focada no trabalho." Por mais que goste delas, odeio o modo que sempre chegamos a essa conversa quando nos vemos.

"Jacob acha que devemos ter um filho." Sarah muda de assunto e eu agradeço muito por isso. Ela está pensando em tirar um tempo do emprego para tentar algo depois que se casarem. Estão planejando isso há bastante tempo tendo em conta que estão noivos há seis anos.

"Aww, seria lindo e você se tornaria mãe ainda jovem." Mercy diz, ela sempre amou crianças e bebês.

"Acho que seria bom pra vocês, mas deveriam pensar mais." Falo, elas sabem minha opinião sobre ter filhos. Eu sempre fui muito focada no trabalho e pretendo manter isso até meus 36 anos.

Alguém bate na porta interrompendo o que Sarah iria falar.

"Até que em fim!" Hero resmunga do outro lado, ele se manteve quieto mexendo em seu celular enquanto estávamos conversando.

Mercy se levanta, pega o dinheiro e vem até mim.

"Você pode ir pra mim Jô?" Ela pergunta, eu sei seu jogo. Nós pedimos pizza todas as terças quando estamos de folga e ficamos conversando. Luke o entregador já me pediu meu número diversas vezes. Digamos que ele queira me conhecer e eu totalmente passo isso.

Holding Up Your Heart [Hero & Josephine]Leia esta história GRATUITAMENTE!