Estava saindo do carro quando o Jake me puxa pra dentro bom ele queria que todos pensassem que eramos "namorados" pra me proteger a idéia só não e mais patética porque e só uma, mas vindo do Jake, Austin estava lá atrás com o Bryan olhando pra bunda das meninas, ao som de "Wiggle Wiggle" eu ficava encarando todos aqueles adolecentes com copos vermelhos que tinha álcool ali dentro o que fez o meus olhos brilharem, de longe avistei o Austin em seu colo uma vadia de micro saia e croppet vermelho seu cabelo era preto e channel. Resolvi desviar meu olhar

- Quero uma bebida- falo Jake me olha gargalhando

- não você não pode beber. | resmunga ele

- posso sim- Digo.

- Não, você não tem idade Esther- Ele diz

- Nem você tem.- Afirmo

- Ninguém aqui tem idade para isso mas eu conheço o dono disso aqui- Ele rindo

- Olha Jake Simpson o micro fone está bem ali eu posso simplesmente te meter em uma... -ele me interrompi

- Ta faz o que você quiser- Ele diz se afastando, sorri vitoriosamente

Vou em direção ao balcão onde tinha uma variedade de bebidas lá, com uma certa dificuldade passando por esses garotos sem camisa era a melhor dificuldade do mundo.

chega um garoto alto forte sem camisa por trás de mim.

- Noite está linda não?-Diz o garoto mais lindo que a noite

- Sim está, igualmente a sua barriga -respondo mordendo meus lábios para ele

- Você é linda sabia?- Ele diz me fazendo fica arrepiada ao sussurar no meu ouvido

- Não.- Digo, fazendo ele da risada e sua risada era tão gostasa quanto a sua barriga

Então o garoto me puxa pela a cintura, tocando ao em meus lábios a forma como sua língua combinava com a minha, sinto arrepios sua mão puxava levemente o meu cabelo, aquilo estava me fazendo delirar... sinto uma mão tocar meu ombro e pronuciar meu nome

- Oque foi?- pergunto olhando pro Austin que encarava o garoto, e pediu pra ele se afastar porque ele era o meu namorado, esse idiota tem que existir e tem que acabar com a minha felicidade

- Os meninos já foram embora, você vai voltar pra casa comigo- Ele ordena, gargalhei

- Como assim embora? a gente não mora junto porque a gente não foi com eles?- Pergunto

- Porque eles devem ter ido pra outra balada agora vamos.- Austin diz puxando meu braço

- Eu não vou- Digo

- Você está bêbada Esther- Ele diz

- Sai trevestir vai pro inferno- Gritei

Então ele me carrega me jogando em suas costas, o que me fez ficar batendo e gritando Gr Gr eu juro que minha vontade era de mata-ló

- Esther chegamos- fala ele abrindo a porta e me jogando no chão, sim eu estou abraçada com o chão "Oi chão solteiro?"...

Minha cabeça tava explodindo e minha vista tava embaçada eu estava super tonta quando eu estava estirada na cama do Austin.

- Esther deita aí você precisa descansar- fala ele saindo

- Austin volta aqui.- Digo, sentada no pequeno sofá

- O que foi ?-  fala ele com um sorriso malicioso

- Você sabe- Digo revirando os olhos, ele sabe que eu não quero ficar sozinha. Isso significa que eu quero ele comigo

- Não sei, fala- Ele insisti

- porque quero que você durma aqui comigo é difícil de entender?- Digo.

- olha que eu vou te lembrar disso amanhã.- Ele sorrir maliciosamente

Subimos para o quarto dele, ele deita na cama ao meu lado o silêncio tomava conta daquele momento, a sensação dos nossos corpos estarem próximos me causava arrepios, Sinto sua mão Grande encostando levemente no meu cabelo, viro de frente e observo, encosto os meus lábios levemente sentindo sua respiração e deixo até perceber que acabei de lhe dar um selinho, ele sorrir ainda de olhos fechados

- Olha eu juro que vou te lembrar disso amanhã- Ele sussura em meu ouvido, ignoro e adormeço

Esther [{A editar }]Leia esta história GRATUITAMENTE!