- Que tarde linda, os pássaros azuis, as folhas verdes, as arvores, ah natureza -Diz Jake

Coloco meus fones de ouvido e fico lá viajando ao som de " Link Park ", só com a música no volume maximo pra mim realmente conseguir me livrar da estúpida voz do Jake

"Esther Esther Esther"-Austin, repetia meu nome diversas vezes, aquilo estava me goniando e não iria demorar muito até que eu perdesse a minha paciência.
Não, eu realmente não iria tirar meus fones e da atenção para o Austin esse Traveco de porcelana.

- Esther- Grita ao puxar meus fones

Eu levanto do um pulo em suas costas já irritada, agarro em seu pescoço pego a almofada que estava em cima do sofá preciono em sua boca,ele já estava roxo

-Caralho ela vai matar ele-Fala uma voz me puxando para trás.

Então eu sou empurrada pelo Bryan por trás e o Austin sai correndo pelas escadas,
dou gargalhadas altas gargalhadas...

- Garota você já tem um lugar especial no inferno.-Bryan resmunga, mostrei o dedo do meio sem me importar com o seu insulto, que fome

- Jake- Gritei

- Que- ele fala com cara de tédio

- to com fome- Digo sorrindo

- faz então- ele afirma

- Jake eu to com fome se eu quisesse fazer eu acho que eu não teria a necessidade de te pedir né- Digo olhando em seus olhos, ele demora alguns minutos mas resolve por fim levantar do sofá o que me deixa contente

- Cara um dia você mata o Austin sério-Fala o Jake sentando do meu lado com meu lanche que estava não tão horrível

- Meu sonho.- Digo, ele gargalha

Então ele sobe as escadas, e paz por fim, comida, "padrinhos mágicos que estava passando na Disney,pijama,chocolate, meu coração se parte ao meio e meus tímpanos também ao abusarem da campainha e eu não quero levantar e da de cara com um ser humano.

"Eu não vou abrir" repito pra mim, mas continuam a insistir, resolvi levantar porque percebi que aquele barulho iria ser músicas para meus ouvidos

- O que é?- infelismente sou obrigada a dade cara com um menino de boné e calças justas as roupas eram comletamente coloridas, Carnaval ainda não chegou -"Aqui não vende maconha mais eu sei onde vende, se você quiser que eu te leve lá, é só falar- falo isso para garoto

- Não que é isso, eu só queria... bora passa a grana-então ele puxa um revólver, e aponta para minha nuca

- Não vou da nada- Digo

-Atira- Grito.

Ele gritava para eu ficar quieta mas eu o ignorava

- Não vai atirar, é de brinquedinho né- pergunto dando gargalhadas, ele tira o revólver da minha nuca e suspira

dou mais gargalhadas

- Como você sabe?- Ele pregunta mas ignora a pregunta

-Cara eu to com fome resmunga o carinha carnaval pra mim- Olho para ele com pena

- Entra ai faço um lanche pra gente-falo piscando pra ele

ele senta no sofá e eu estava na cozinha,ele deveria ser um bom amigo

- ai como sabia que a arma não era de verdade?- Ele pergunta novamente

- Eu já fiz treinamento de tiro- Digo

Ele se surpreende
- Luta também? - ele pergunta

- uhum Karatê, judô- Afirmo

- Você poderia ter me matado sabia?- ele diz m fazendo gargalhar

- Sim mas eu preferi te dá umas aulas de como fazer o assalto malandrinhos como você é uma vergonha- Digo, ele me segue

Começamos a treinar eu disse pra ele não chegar mostrando a arma e chegar apontando pra cabeça, nossas aulas demorou até ele aprender acreditem eu sabia de mais coisas que ele.

- Tenho que ir obrigada pelas as aulas foi bom te conhecer Esther- Diz a árvore de natal humana, dei uma roupa do Austin pra ele também

- Sem problemas- digo

- OK ah não esquece meu nome e "Benjamin" mais me chame de "Been"- Ele diz sorrindo

- Been- afirmo

- Esther sobe aqui- Grita o Bryan

- Não- Grito novamente

- Te dou comida- Ele grita, parece que isso foi o suficiente pra mim ir voando até la

então ele abriu a porta do seu quarto e me olha dando risadas

- quem estava aqui?- ele pergunta

- ah, o Been!- digo

- quem é Been?- ele pergunta

- meu amigo, porra para de me perguntar, odeio perguntas.- Falo impaciente

Saiu do quarto,e vou para o do Jake

-Jake abri aqui agora- falo impaciente

- oque foi?- Ele abre assustado com a minha cara.

- O Wi-fi não está pegando- Digo fazendo biquinho.

- Eu sei- fala ele com o celular na mão e bufando

- Deveríamos sair- ele sugere, por mais que eu quisesse passar horas com a cara enfiada no notebook assistindo netflix e me entupindo de porcarias eu iria ficar entediada

- Pra onde?- Pergunto

- Balada?- Ele sugere, concordo.

hum...

- Mais você vai ter que me prometer uma coisa, você tem que prometer que vai se comportar como uma boa menina- Jake diz me fazendo da risadas, concordo

- Não sei você está me pedindo de mais- Digo.

- Então não precisa ir- ele diz batendo a porta na minha cara, eu não me importo de ficar dentro dessa caverna.

Caminhei até a sala ,estava passando um filme do "Harry Potter" que eu já vi oito vezes sim eu estava entediada e estava com preguiça de aprontar infelizmente, juro que queria muito colocar fogo aqui dentro e fazer churrasco desses travecos, eles deciam as escadas os três eu não me surpreendi com o jeito que eles estavam vestidos o estilo deles me chamava bastante atenção, Bryan estava com uma calça escura e uma blusa branca da Calvin klein seu cabelo arrumado como sempre, Jake vestia uma calça da cor clara e uma regata vermelha que combinava perfeitamente com sua pele morena e seus olhos penetrantes, Austin com uma blusa cinza por mas não tinha como identificar porque por cima estava uma jaqueta de couro preta e seu jens da cor cinza.

- Hey onde vão?- pergunto com a boca seuja de chocolate

- Balada- responde Austin

- Eu quero ir.- falo fazendo birra

- Você iria se ficasse quetinha, mais como não vai ficar, fica aqui sozinha- responde o Jake, insultando

- Eu prometo jake- faço uma carinha de cachorro abandonado

- cara não deixa ela ir só vai atrapalhar a gente- resmunga o Austin.

- Vai se fuder Austin- Digo bufando.

- Vai se vestir logo Esther- fala o Jake

Acenti e subi as escadas o mais rápido possível, joguei tudo fora da mala,e só vi calças rasgadas ou como minha mãe prefere falar "Meus trapos". Meu deus oque eu iria vestir, Não que eu me preocupe em está bonita mas eu não quero parecer uma mendiga em uma balada onde vai está cheio de meninos lindos... Achei um vestidobranco bem justo que cobria metade das minhas coxas, deu até ânsia de vomito, vai ser esse pedaço de tecido msmo, achei um par sapatos dourado eles eram alto, eu sei que vai da merda, eu nem sabia ficar em pé naquilo mas fui me acostumando logo cedeu no meu pé, coloquei rímel e um batom vermelho, desci as escadas e os meninos me olhavam, me encaravam daquela forma que eu odeio.

Esther [{A editar }]Leia esta história GRATUITAMENTE!