Capítulo 26

7.5K 876 1.1K

Aviso: Pessoal, eu vou está sempre atualizando a história, caso acontecer de não postar capítulos todos os dias, peço a compreensão. Essa semana está sendo difícil para mim atualizar diariamente.

Obrigada

Sem Revisão

Norah

— Norah, você está louca?
— Não Nana, eu não estou louca. Eu acabei de saber que tenho um irmão e não vou arriscar a vida dele e muito menos de todos vocês.
— Norah, esse plano tem tudo para dar certo, com a ajuda do inimigo do Senhor Falcon...
Cortei a Nana nesse momento e perguntei:
— Quem é esse inimigo?
— Era um chefe de uma organização criminosa, não era um mafioso como o Senhor Falcon, mas ele mexia com tráfico e venda de drogas. Ele teve uma rixa com o Senhor Falcon, o que resultou na destruição dos seus negócios e na captura dele pela polícia, porém não ficou nenhum dia preso, mas antes dele ser liberado, seu irmão o procurou e propôs a parceria. Esse cara aceitou, pois o Senhor Falcon está a procura dele para matá-lo, então temos que agir rápido, ele tem armas e alguns homens, o que ele vai fazer é atacar a boate, para te sequestrar, mas você não vai está em difícil acesso, estrategicamente você já vai está em um lugar fácil, ele precisa pega-lá rapidamente e sair da boate pois estará em desvantagem, contra os homens do Senhor Falcon. Por isso que é essencial a sua colaboração, se você não quiser vir conosco esse plano não vai dar certo.

Nana parou de falar e eu fiquei pensando sobre aquilo e disse:
— Você confia nesse homem?
— Nós não temos muita opção
— Eu não posso fazer isso Nana
— Norah, vamos fazer o seguinte, você pensa durante uns três dias, não mais que isso, a gente tem que agir rápido, não vamos conseguir enganar o Senhor Falcon por muito tempo.
— Nana, eu quero que vocês vão embora daqui, eu não vou , sinto muito mas não posso fazer isso.
— Norah, pensa nesses três dias, se depois desse prazo você ainda estiver decidida em ficar a gente vai embora, caso contrário daqui a três dias nós vamos executar o plano, está bem?

Eu pensei um pouco e resolvi aceitar, somente para tranquiliza-lá, não pretendo ir com eles.

— Tudo bem Nana, eu vou pensar
— Promete que vai pensar com carinho?
— Sim, prometo

Nana me abraçou e disse:
— Como você se tornou uma linda moça, tão parecida com sua mãe. 
— Queria tanto ter a conhecido
Nana desfez o abraço e olhou bem fundo eu meus olhos
— Norah, você está apaixonada pelo Senhor Falcon?

Eu estou apaixonada pelo Enrico? Eu não tenho uma resposta para isso, porém, eu sinto algo por ele, talvez desejo, atração sexual, ou simplesmente medo, sim, talvez o medo me faz ficar com ele.

— Eu não tenho uma resposta para te dar Nana, a única coisa que posso te dizer nesse momento é que ficarei com ele, enquanto ele me quiser.
— E se um dia ele não a quiser mais?
— Seguirei meu destino, seja ele qual for

Nana ficou me olhando por alguns segundos, em sua feição eu via incredibilidade, mas eu não posso arriscar a vida dela e nem do meu irmão, eu não tenho esse direito.

— Bom, é melhor você  voltar para o seu quarto, daqui a pouco o Bruno vai sentir a minha falta. Vem aqui me dar mais um abraço.

Eu sem demora a abracei forte e disse:
— Diz para meu irmão que eu sempre senti algo especial por ele, mesmo antes de saber quem era de fato
— Ele também, sempre sentiu algo especial por você
— Obrigada Nana, prometo que vou pensar sobre a proposta.
— Não se preocupe, sei que você fará a coisa certa.

Dei um último abraço na Nana e sai do quarto sem olhar para trás, eu não posso fazê-lo, eu preciso ser forte, preciso virar as costas para todas essas pessoas para não colocar ninguém em risco.

Sob o Jugo do Mafioso +18 concluído Leia esta história GRATUITAMENTE!