Capítulo 14

6.9K 701 4.5K

Sem Revisão

Enrico

Olha para a Norah que estava dormindo um sono profundo, já estou vestido, passei a noite ali, nunca dormir com uma mulher antes, eu só trepo com elas e quando estou satisfeito vou embora, essa é a primeira vez que passo a noite com uma mulher e acordo nos braços dela. Dou um sorriso de lado, essa menina está realmente me tirando do sério, ela teve a ousadia de apontar uma arma para mim, ninguém nunca fez isso na vida, nem meu pior inimigo, eu arrancaria o coração com as próprias mãos se o fizessem, no entanto, ela o fez e o que eu dei para ela? A maior noite de prazer que ela nunca teve na vida. Suspirei resignado, o que ela tem que me deixa assim?

Eu sei que ela não seria capaz de atirar em mim, mas quanto ela apontou a arma para própria cabeça eu realmente fiquei preocupado, só o fato de pensar em perdê-la me fez sentir algo que jamais senti na minha vida, medo, e isso me incomodou, eu não posso sentir algo assim, nem por mim nem por ninguém, medo significa fraqueza e isso é a última coisa que meus inimigos precisam saber, se algum inimigo meu pensar que tenho um calcanhar de Aquiles e que é ela, eles podem usá-la contra mim, sequestrando-a por exemplo. Me arrepiei, só de imagina-lá nas mãos de algum inimigo meu, me fez sentir um nó na garganta. Eu vou protege-lá, ninguém nunca chegará perto dela.

Isso me fez lembrar aquelas gêmeas e a mãe delas, eu já tinha um ideia de como elas maltratavam a Norah, tenho certeza que a ela sempre foi humilhada por essas putas, e isso já a muito tempo, tendo em vista que eu nunca a vi aqui, com certeza a puta da Odete a escondia em algum lugar. Em outros tempos isso não me incomodaria, mas vendo elas fazendo isso com o meu anjo, fez o meu lado sombrio se manifestar, elas vão pagar por encostarem na minha Norah. Eu vou humilhar essas vacas, mas quero que a Norah esteja  presente, eu quero que ela as humilhem assim como elas a humilhou.

Continuei observando-a, como é linda parece um anjo, ela é oposto de mim, e isso me Fascina. Somos água e óleo e estamos em lados opostos, mas como eu adoro um desafio, vou mantê-la comigo, não sei até quando, mas enquanto durar essa fascinação, essa obsessão, esse desejo, esse sentimento que me queima por dentro, eu vou viver isso, ela querendo ou não ficar do meu lado. Ela é minha, somente minha.

Ela começa a mover-se e se esticar, ela tem um corpo tão lindo, os seios perfeitos, nem tão pequenos,nem tão grandes, o tamanho que cabe em minhas mãos. Eu olho cada pedacinho daquele corpo delicioso, tive muitas mulheres na minha vida, mas nada tão puro e delicioso quanto ela. Fiquei com raiva quando soube que ela era virgem, nunca transei com alguém que não saiba o que está fazendo na cama, não por falta de oportunidade, se eu quisesse comeria até as virgens, mas prefiro as experientes. O que me interessa é o sexo, o prazer que o sexo proporciona, principalmente para mim, sem relacionamento, sentimentalismo. Porém com ela foi diferente, eu senti muito prazer, e quando constatei que ela  era virgem e eu soube que somente eu havia tocado nesse corpo maravilhoso, despertou em mim o sentimento de posso, e esse sentimento está crescendo cada vez mais.

Norah abre seus olhos lindos e vaga pelo quarto, ela parece confusa, seus olhos me focam e ela imediatamente se levanta e senta na cama, agarra os lençóis e tenta esconder sua nudez, que a essa altura é desnecessário, já que eu já vi tudo, cada pedacinho, durante a noite eu a fiz ter orgasmos múltiplos, fiz coisas com ela que tenho certeza que nem eu seus sonhos mais devassos, ela pensou que existissem. Seu rosto lindo estava vermelho, ela está envergonhada e aquilo me excitava. Falai com voz rouca:
— Bom dia Bela Adormecida — ela pigarreou e disse sem me olhar
— Bom dia
— Está bem? Sente-se bem essa manhã?
Ela me olhou de rabo de olho, nitidamente estava sem graça, acho que ela se surpreendeu com ela mesmo ontem à noite, ela é uma ótima aluna, minha pequena puttana.
Sim — Ela me respondeu em um fio de voz.

Sob o Jugo do Mafioso +18 concluído Leia esta história GRATUITAMENTE!