Capitulo 9

522 80 7



— Me escuta amiga - Leny chama minha atenção. — Não fiquei presa em algo que você realmente não quer.

— Zack ele é bom - tento-me defender.

Dianna retruca — É só isso que você fala sobre seu namorado? Ele é bom?

— Ele é muito atencioso e bom comigo - repito.

— Então me diga uma coisa - Leny fala. — Se você fosse descrever Matt, no passado seria como?

— Marcante. Todo momento ele estava presente, eu me sentia até observada. Ele sempre me desejava, qualquer momento do dia poderia ser uma oportunidade para trepar - elas riem. — Sempre era dominador, gostava de mostrar para todos que estávamos juntos. Ele cuidou de Savannah, ficou ao meu lado quando minha mãe morreu. Ele foi minha base quando tinha perdido a guarda de Savannah.

— Viu só - Dianna estala a língua.

— Também era insuportável, estupido. Egocêntrico. Mentiu para mim, ele foi capaz de esconder um segredo horrível.

Leny — Para te proteger, né meu bem.

— Quer um concelho, da um tempo com Zack. Aproveita para reconhecer, talvez o mundo deu voltas para ver vocês novamente junto.

— Dianna tá falando o certo - a outra defende.

  Assim fui embora, com esse concelho na cabeça. Elas tinham razão, mesmo se Matt não tivesse voltado eu não iria querer casar. Não agora. O final de semana estava chegando, me combinei de encontrar com Zack.

— Oi amor - ele sorri.

Estávamos no parque, estava sentada no banco de madeira. Havia algumas crianças brincando, o céu estava limpo e o sol esquentava a minha pele.

— Oi Zack.

— O que aconteceu? Ficou com saudade de mim é? - ele sentou ao meu lado.

— Precisamos conversar.

— É sobre o pedido de casamento? - ele parece exausto. — Querida, não precisamos casar. Não agora.

— Desculpa Zack, eu não posso mais continuar com isso. Não consigo - lamento.

— Emma, o que quer dizer com isso? - reconheço sua voz quando está bravo.

— Vamos dar um tempo, pelo menos para poder esfriar a cabeça - eu não me sentia confortável em fazer isso. Não gostava de magoar alguém, principalmente um homem que foi bom para mim desde o começo.

— Não fala uma coisa dessas, você bebeu?

— Não, eu só não quero mais continuar.

— Emma, vai para casa e pensa bem nisso.

Me irritei — Mas que droga, eu não vou pensar. Já estou a meses pensando, desde quando você não quis nem me levar para a porcaria da sua festa do trabalho!

— Era do trabalho Emma - ele defende.

— Desculpe, só não posso mais - caminhei para longe do banco. Ao qual muitas vezes guardou o nosso segredo, quando nos encontrávamos ali.

— Eu vou esperar por você Emma, eu sei que você vai voltar.

Não olhei para trás, não. Eu iria cuidar de mim, aproveitar essa nova fase, pelo menos por enquanto eu precisava testar meus sentimentos.

Grupo WhatsApp Best Friends:

Eu: Terminei com o Zack.

Leny: Que babado!

Emily: Então temos que aproveitar!

Leny: Boate hoje!

Dianna: Com cerveja!!!

Giorgia: As nove!

Arrumei minha casa, tomei um banho. Me olhei no espelho, eu estava prestes a voltar no passado?

  Eu não iria contar para Savannah, não agora.

  Cheguei na boate, que estava cheia como sempre. Eu adorava música alta, me sentia mais poderosa desse jeito. Eu estava com um vestido azul, colado ao corpo. Havia ondulado meu cabelo, também passado um batom vermelho.

— Nossa que gata - Dianna piscou pra mim.

— Tá solteira essa - Emily ri alto.

— Gente tenho que contar - estou saindo com uma paciente - Dianna parece sorrir, mas não como o normal.

— Nem vou falar nada né meu bem!

Elas conversaram, muito. Emily mostrou mais uma tatuagem que havia feito. Bebemos algumas taças de vinho, dançamos e aproveitamos para contar piadas.

— Então Juízo ou Prejuízo? - Giorgia como sempre adorava esses jogos.

Leny fez que pensava — prejuízo.

— Amiga, quero que você encontre um par para   Emma agora - ela pisca e Leny esconde a risada.

— Nossa quanta graça, sou apta o suficiente para achar alguém quando tiver interessada - franzo o cenho.

— Não será tão bom quanto o nosso.

— Tchan Nam!!!

Leny estava ao meu lado, segurando no braço de Matthew. Não que eu tenha ficado encomendada, mas quando ela notou logo se desvencilhou.

— Boa Noite Emmanuela!

Meu nome ficava tão sexy em seus lábios, por quê?

— Matthew, muito legal saber que minhas amigas fizeram amizade com você - dei ênfase na palavra amigas.

— Não adianta prolongar o inevitável - Dianna ri e puxa Emily e Giorgia. Logo Leny sai atrás, fazendo um sinal estranho com as mãos. Aproveitei para sentar no banco.

— Por que você voltou Matthew?

Ele sentou no banco ao meu lado. — A negócios Emmanuela.

— Então você não vai ficar muito tempo? - uma certa angústia apertou meu peito.

— Depende de como fluir as coisas - ele sorri.

Poxa! Que sorriso.

— Como estão todos?

— Não falei com mais ninguém - ele está sério.

— Nem eu.

— Eu segui para frente Emma, não retrocedi na minha vida. Sei que tudinho que aconteceu foi uma loucura e que você ficou magoada comigo.

— Magoada? Você matou um cara! Mentiu para mim e foi preso. Bom ao menos foi preso!

— Emma, quero que esqueça tudo de ruim. Não quero que você se lembre disso.

— Como eu vou esquecer? - pergunto incrédula, ele faz o primeiro contato visual.

— Quero recomeçar, Emma vamos ser amigos? Vamos nos descobrir novamente, eu sei que errei. Feio. Mas se você me der uma chance, podemos quem sabe manter uma amizade pelo menos.

QB2- Recomeço Onde as histórias ganham vida. Descobre agora