Capitulo 5

502 73 1

Emily estava estonteante, pediu uma embalagem para o Barman, colocou uns guardanapos dentro. Ela olha para nós da um sorriso falsamente e começa seu jogo.

Emi para ao lados deles, que ficam desconfortáveis. Logo vejo a garota constrangida, enquanto o cara fica passando a mão pelo cabelo e rindo. Ela se desfaz da situação e deixa a sacolinha com eles e volta rapidamente. Não me contive e comecei numa crise de risos, ao vê-la totalmente envergonhada.

— Juízo ou prejuízo Giorgia? - Giorgia sempre era prejuízo, Emily continuou. — Desafio você a ir até o cara que esta dançando na pista e dar uma apalpada em sua bunda.

Giorgia vai rindo e dançando, continuamente olhando para nós. Chegou perto dos caras, logo deu um apertão na bunda de um loiro. Ele quase pula, logo olha para ela e genuína Gi sorri. Volta até nós, sem delongas ela me olha.

— Juízo ou prejuízo? - eu já nem estava raciocinando direito.

— Prejuízo! - digo dando uma golada no copinho.

— Você tem que dançar a próxima música, em cima da mesa do barman - ela sorrio. Droga, já que estava no fogo era para me queimar. — Já volto.

Ela correu e falou com o DJ, chegou dizendo que a próxima música iria ser perfeita para mim. Brindamos duas vezes antes da música começam a tocar. Emily tirou todos os copos do lugar. Eu estava com um vestido preto, tirei meus saltos. Com ajuda de Dianna subi no balcão. Fechei os olhos.

Deixei a música dominar meu corpo, já que a bebida já havia dominado a cabeça. Comecei a dançar, sensualmente e abri meus olhos. Minhas amigas estavam abaixo de mim, gritando e me empolgando. Giorgia não se aguentou, subiu junto. Começamos a dançar com sincronia, logo vejo que todos se animaram e vieram perto da mesa ver o show.

Minhas pernas estavam parcialmente nuas, o vestido era um pouco soltinho na bainha. Giorgia me virou e começou a dançar agarrada em mim. Comecei a ri, logo estava perdida e acabei dançando duas músicas. Continuamos em cima do balcão, até que vejo.

Ele estava lá. Olhando para mim, com seus olhos cheios de chamas. Seu cabelo preto combinava com sua camisa Sport chique azul marinho. Estava com os botões da gola aberto. Porém ao mesmo tempo, Zack chega até mim.

Os olhos de Matthew ainda estão sobre mim, ele estava com uma bebida na mão. Com uma jeans preta.

Zack sorria vendo a cena, mal ele imaginava quem também estava presente. Zack me ajudou a descer do balcão. Logo depois ajudou Giorgia, que estava pirada. Meu namorado pediu uma bebida, não predei atenção direito. Eu estava tentando achar o que realmente eu estava interessada no momento.

Fomos rindo e dançando até a pista central, começamos a dançar todas juntas. Zack estava sentado no balcão conversando com o Batman. Zack era incrível e bonito.

Eu não o via, porém sabia que ele estava me vendo. Sempre foi assim, ele sempre estava me vigiando. Achei isso muito excitante. Olhei para Zack dei uma piscada para ele. Não demorou muito para ele se juntar a nós, tentei de tudo para ele não colar em mim. Por sorte deu certo.

Não sei o porque fiz isso, apenas fiz. Achei que no momento não era certo ficar de agarramento ali.

Dançamos muitos, as meninas não cansam. Comecei a ter vontade de ir no banheiro, me segurei o máximo porém quando não dava mais avisei que ia no banheiro.

Passei por muita gente, deveria ser duas horas da manhã. Passei pelo corredor e esperei algum tempinho na fila.

Quando eu estava saindo do banheiro, o perigo estava ali. Encostado na parede, com outra garrafa na mão. Claro que haviam garotas tentando chatear atenção dele. Porém ele estava paralisado, seu olhar me gelou. Dei um passo para frente, ele umedeceu os lábios. Eu iria passar por ele, fingir que nem o conhecia. Ele levantou sua mão até a boca, deslizando seu dedo sob os lábios. 

Zack apareceu na vidraça, ele não tinha como ver Matt. Matt estava atrás de um parede mais perto de mim, enquanto Zack estava a uma distância maior.

— Emma - ele falou, sua voz era grossa e rouca. Se fosse antes, eu saberia que nesse estado ele encontrasse totalmente excitado. Pelo menos essa era sua voz, quando de alguma maneiras as coisas esquentavam entre nós.

Passei por Matt, não olhei para ele. Pois eu tinha total certeza que se fixasse o olhar nele, meu corpo ficaria ali mesmo. Concentrei em Zack, que estava me esperando com um sorriso. Ele estendeu a mão para mim, logo passou por cima de meus ombros.

QB2- Recomeço Onde as histórias ganham vida. Descobre agora