Sequestros & Delírios

Começar do início
                                              

          Aquilo não ajudou muito. Um calafrio percorreu minha espinha, e eu senti vontade de abrir a porta de emergência e pular do avião.

          — O que vamos fazer, então? — perguntei, assustado. — Me entregar?

          — Não, claro que não — respondeu Cecyl, soando confiante como sempre. — Veja, o PM está envolvido em muito mais do que apenas política. Ele é o principal quartel general do mundo mágico, a maior e mais poderosa associação de magos de todo o continente. Se entrarmos em contato com alguém do alto escalão, podemos garantir segurança, para nós e para nossas famílias.

          Nesse momento, a maga tirou seu celular do bolso e ligou o aparelho, colocando rapidamente em modo avião antes de procurar um número em sua lista de contatos. Parou no nome "Tio Dmitri" e apertou em ligar.

          O celular tocou por alguns segundos até uma voz, séria e direta, surgir do outro lado:

          — Alô?

          — Oi, tio — falou Cecyl, tentando esconder o fato de que ela desejava poder pular a parte dos cumprimentos familiares e ir direto ao ponto.

          — Olá, Cecyl, como vai a minha única e preferida sobrinha?

          Sabendo que todos estavam ouvindo a voz que saia do celular, a maga corou de vergonha.

          — Tio, eu estou na frente dos meus amigos...

        — Que coincidência, eu também!

         — Tio!

          Uma risada veio do outro lado da linha, acompanhada do sorriso malvado de Gale.

          — Eu tenho uma situação delicada aqui — voltou a falar Cecyl, empurrando a maga baixinha. Ela continuou, sussurrando. — É sobre o PM.

          Alguns segundos se passarem em silêncio. Então, ouvimos uma cadeira sendo arrastada para trás. Alguém estava se levantado.

          — Perdão, podem me dar licença só por um segundo? — Era a voz do tio, se afastando dos amigos. Muito possivelmente não-magos. — Pronto, Cecyl. Qual é o problema?

          A garota explicou toda a história, desde a descoberta das sabotagens na missão há alguns dias até o telefonema e a mensagem, falando rápido e baixo.

          Ao final da explicação, consegui ouvir Dmitri suspirando.

          — É mesmo uma encrenca — disse ele, escolhendo com cuidado as palavras. — Não se  preocupe, pedirei ajuda imediatamente. Grande parte da segurança está voltada para o Torneio, mas ainda temos pessoal o suficiente para cuidar de vocês. Podem seguir sem medo, ainda hoje estarão sob a nossa guarda. Também pedirei por uma investigação sobre o caso. Vamos achar o sujeito que sequestrou Leroy. Não há mais nada que poderia me dizer sobre o caso?

          Cecyl pensou por alguns segundos antes de responder:

          — Não, tio. Muito obrigada. Tchau.

          — Tchau. Se cuidem.

          E a ligação foi encerrada.

          A maga colocou o celular de volta no bolso, empurrando-o para o aparelho alcançar o fundo. Depois, ela olhou para mim e se aproximou, falando como se revelasse um segredo muito importante:

          — Meu tio é um nível nove no Partido. Ele irá dar um jeito.

          E então, com um sorriso consolador, ela se afastou, voltando para sua cadeira e colocando os fones de ouvido entregues pelas comissárias para assistir um filme na tela do assento da frente.

Sociedade dos MagosOnde as histórias ganham vida. Descobre agora