11. Primitive

10.1K 1.3K 2K

A fic fez 8k de views. Não é muita coisa, mas é o máximo que já consegui aqui no wattpad kkk E como amanhã é feriado, acredito que todo mundo esteja online, certo? Se não tiverem, cês são um bando vacilões kkkkkkkkkk Então vamo comemorar com att e o tão esperado primeiro smut... Mas relaxem! O smut de bdsm ainda está por vir (:

Enjoy.

---------------------------------

Não era novidade que ômegas ficavam completamente enfeitiçados quando atingidos pelo odor de alfas em cio.  O cheiro lhes atraía, mostrando a um ômega, qual seria sua função ali: a de satisfazer o alfa. Contudo, alfas ficavam selvagens, descontrolados e assustadores. Alguns perdiam tanto o controle que marcavam seus companheiros, no calor do momento. 

Jungkook já era acostumado a ficar com outros alfas, assim como Jimin. Mas a primeira vez em que sentira vontade de marcar alguém, fora na presença do lúpus; Só que seu lado que queria marcar, era o lado alfa. Um lado que ainda estava ali, ainda que seus instintos fossem tomados pela essência ômega agora. Porque estando em heat de ômega, a maior parte de seu ser, queria fazê-lo se portar como um. Todavia, sua parte alfa ainda estava ali, escondida. Como se seu corpo fosse um automóvel, onde o alfa estava no banco do carona, e o ômega no banco do motorista. E um alfa não era suposto a sentir desejo ou atração pelo cheiro do outro, mas sim repulsa. Então o medo, ao encarar os olhos cinzas do alfa lúpus o atingiu. Seu lado alfa se amedrontou em estar ali, à mercê de outro de sua classe.

Já Jimin, fitava os lumes dourados de ômega em heat de Jungkook, percebendo de forma surpresa, que aquele ser também estava em cio. Ambos estavam agora. Então sentiu as gengivas coçarem outra vez. Todos os seus instintos o mandavam morder aquele meio ômega de cheiro doce. Principalmente porque aquele cheiro o enlouquecia. O alfa rosnou. Rosnou de forma assustadora, recebendo um chorinho em resposta. Se ômegas se excitavam com o cheiro de um rut, e alfas se apavoravam, no caso de Jungkook, este sentia um misto de medo e tesão. Como se os instintos que o faziam ficar ali, também o dissessem para correr. Seu ômega queria se entregar, mas seu alfa entrara em pânico. E o rosnado de um alfa, amedrontaria qualquer ômega, de qualquer modo.

Jungkook, tomado pelos dois instintos, se apavorou ao ouvir aquele rosnado furioso de Jimin. Quando o viu mostrar as presas e a aproximarem de seu pescoço, o avermelhado empurrou o outro alfa com toda a sua força e fugiu. Não que houvesse para onde fugir. O apartamento minúsculo o conteria. Apenas o faria uma presa, prestes a ser abatida. Contudo, seu corpo queimava pelo alfa. Eram as sensações mais contraditórias da vida. Então correu. Correu, abrindo a porta do quarto rapidamente, aproveitando-se que o alfa se atrasaria em ir atrás, por ter sido atirado no chão com brutalidade por si.

Enquanto corria pelo pequeno corredor, ouviu o som que o fez arrepiar a espinha: o uivo irado do alfa lúpus. Um uivo alto, dolorido, sofrido. Sabia que todos os vizinhos de seu prédio e dos prédios ao lado, teriam ouvido. O problema era que aquele tipo de uivo, servia para convocar a matilha. Ainda que a raça híbrida de humanos e lobos não andassem em bando daquele modo. Mas de qualquer jeito, os instintos estavam ali e funcionavam. Jungkook sempre ouvira falar dos uivos de um alfa lúpus. Já tinha até escutado alguns ao longe, algumas vezes. Ainda que ele mesmo possuísse genes recessivos, aqueles uivos de alfas lúpus, jamais surtiram efeito em si. Porque ele era um alfa, afinal de contas. Alfas não atendiam aos chamados de uivos de outros alfas.

Jungkook continuou sua fuga, mas teve de parar na sala. Olhou para todos os lados, pensando na possibilidade de fugir. Mas como poderia? Estava no cio também. O calor em seu corpo era insuportável, seu baixo-ventre parecia estar sendo rasgado. Como se não bastasse, sentia um incômodo vento gelado em seu ânus, pois sua lubrificação estava escorrendo, dando-lhe um arrepio na pele. E agora, para piorar, Jimin estava uivando como um louco. E ao longe, outros uivos estavam sendo dados em respostas, uivos ômegas. Então sua consciência se enfureceu. Quem Jimin pensava que era, para tentar convocar outros ômegas ao seu apartamento? Ele era seu. Tanto o apartamento, quanto o alfa lúpus. Tudo ali era seu. Ele seria o ômega a satisfazê-lo e a ser satisfeito por ele, ainda que não fosse um ômega exatamente. Mas naquele momento, ele era como um. Então o resto de seu instinto alfa aterrorizado, simplesmente evaporou. O lado ômega definitivamente estava tomando todo o controle agora. E o seu ômega, ainda que assustado com os rosnados, queria se saciar.

INCANDESCENTE | jikook • Abo • bdsmLeia esta história GRATUITAMENTE!