8. Dominated

7.2K 1.5K 2.1K

Uma pequena curiosidade: Vocês sabem pq a fic se chama Incandescente? Bem, a palavra dá todo o significado da trama durante as narrações dos capítulos; 

INCANDESCENTE:

1.em sentido literal: estado de incandescência; em brasa; candente.

2.em sentido figurado: muito excitado; exaltado, ardente, fogoso.

---------------------------------


Jungkook acordou sentindo algo roçar em sua perna. Levantou-se irritado, ao notar que a gata Minzy estava lhe fazendo carinho. Sabia, de longa data, que Minzy não se interessava realmente por isso, mas sim em pedir comida. Sonolento, abriu o saco de ração e despejou no pote da gata, que faminta, avançou miando pra cima da refeição, antes mesmo que o alfa terminasse de colocar os grãozinhos ali.

— Bom dia pra você também, ingrata — murmurou infeliz.

Lembrou-se dos acontecimentos dos dias anteriores. Viu Jimin várias vezes parado na porta de casa, como se esperando ele aparecer, sentado na escadinha da entrada. Foi até a janela, segurando sua caneca de café e observou sorrateiramente por trás das cortinas. Suspirou. Talvez o alfa não merecesse tanta birra, afinal, já havia lhe dito que só estava com medo de que ele o rejeitasse. Por que Jungkook continuava com o draminha? Se Jimin seria o dominador e Jeon o submisso, não era ele quem deveria estar castigando o alfa, era?

Mas Jungkook era, de certa forma, um masoquista emocional. Gostava de sofrer. Nada muito pesado, mas algo sobre sofrimento amoroso, o faziam sentir-se... vivo. Quase excitado. Como se na hora de fazer as pazes, as coisas fossem tornar-se mais intensas; E se mantendo afastado do outro alfa, sem realmente dar-lhe a resposta que colocaria tudo nos eixos e encerraria toda aquela aflição, era algo que lhe fazia sofrer também. Então continuava fugindo e postergando a resolução daquela questão.

Ouviu o celular tocar e se afastou da janela para atendê-lo:

— Yeoboseyo?

— Kook-ah? Sou eu, Hobi. Tô ligando do telefone do Tae, o meu tá sem bateria.

— O que você quer? — disse mal-humorado. Odiava quando Minzy o acordava antes da hora, pedindo comida. Somando isso ao fato da coisa com Jimin, só o estava deixando mais irritadiço.

— Grosso. Lembra que eu te falei que aquele dia na boate, acabei indo dormir na casa do Yoongi, junto com o Tae?

— Humn... Lembro, e aí? — Perguntou Jungkook, mastigando um pouco de arroz com ketchup. Era algo que gostava de comer. Garoto estranho.

— A gente... se resolveu.

— Como assim? Um deles te escolheu? — perguntou de boca cheia.

— Os dois me escolheram, Kook-ah. Estamos namorando — Hoseok respondeu com a voz exalando felicidade.

— Whoa! Namorando, tipo, à três? Vocês são o quê? Um trisal? — Jungkook perguntou afobado.

— Mais ou menos isso — Hoseok devolve rindo. — Eu tô feliz pra caralho, Jungkook, você não tem noção — terminou aos suspiros.

— Ah, eu tenho sim. Você é um filho da puta de sorte. Tinha dois problemas e resolveu ambos de uma vez só. Eu que só tenho um, não consigo resolver nada — falou sem humor.

— Isso é porque você é um imbecil — o beta respondeu sem rodeios. — Olha, eu sou mais do que a favor do masoquismo durante o sexo, mas masoquismo emocional? Qual é, Jungkook?! Corta essa! O cara já falou que quer você, já disse que só não foi em frente com você antes, por medo de que você achasse ele uma aberração, e mesmo assim você continua fugindo? — Hoseok ralhou. — Eu te escuto falar de Park Jimin há três anos, não consigo acreditar que agora que tem ele a seus pés, você vai ficar nesse chove e não molha. Cresce, Jeon Jungkook!

INCANDESCENTE | jikook • Abo • bdsmLeia esta história GRATUITAMENTE!