🌟 Karma is a bitc* 🌟

423 96 154

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Você está mudando, eu não suporto isso

Meu coração não pode suportar esse dano

E do jeito que me sinto, não posso suportar isso

Changes | XXXTENTACION

Não é muito difícil me ver em inaugurações de lojas de artigos esportivos. Na verdade, minha vida tem se tornado um tanto mais corrida agora que aceitei em meu portfólio de trabalhos fotografar eventos.

Não é um trabalho que paga tão bem, infelizmente, mas consegue manter minha autonomia fora das redes sociais para eu não precisar fazer tudo que os meus patrocinadores mandam. Muito menos me dobrar para fazer propaganda de produtos que vão contra os valores os quais acredito.

Sinto como se eu tivesse certa liberdade para recusar esse tipo de serviço por levar em consideração o respeito aos meus seguidores. Eles são tão leais e fieis que não merecem ser enrolados só por que eu faturaria uma boa quantia para usar certa roupa que – com certeza – uma boa quantidade de gente iria querer comprar. Ainda mais quando essas roupas eram feitas em outros países onde pagavam menos de oitenta centavos para a confecção das peças.

Então, por que me neguei a fazer a propaganda da tal marca famosa e fiquei sem certo patrocínio esse mês, precisei pegar um trabalho de fotografia de inauguração de uma loja num shopping.

Tinham montado uma passarela na praça que ficava na frente da loja e as modelos começariam a desfilar em poucas horas enquanto eu separava o equipamento. Eu ia precisar de ajuda, então tinha chamado Carol, minha seguidora que ainda estava na cidade, para me ajudar e, de quebra, ela levaria uma graninha para complementar a grana do estágio que veio fazer no país.

— Onde coloco isso? – Perguntou enquanto abria uma das minhas maletas que se transformava em mesa e onde eu colocava diferentes tipos de acessórios que ajudavam a dar um toque extra de emoção. Lâminas de papel celofane, telas feitas com meia arrastão. Tudo, quando combinado com a lente Zeiss que escolhi, iria causar incríveis efeitos visuais.

— Pode colocar lá no topo da escada, é de lá que vou tirar as fotos.

Carol sorriu e eu me concentrei em organizar minha mente, para tentar me distrair das imagens da noite que passei com Lucca, quando cheguei em casa ainda sentindo a vida bandida correndo em minhas veias. Por que o homem, estava triste, e eu precisava lhe dar um pouquinho de colo e um pouquinho de amor para ele melhorar.

Fui até a área da maquiagem, para eu conhecer os modelos que iam desfilar, gosto sempre de conhecer pelo menos o nome da galera. Por que senão, sinto que não terei uma conexão perfeita com as imagens que irei tirar e serei apenas mais uma na multidão. Agora, quando conheço minimamente a pessoa, já consigo dar o sentimento necessário para que elas não passem de cabides humanos nas fotos.

INGRID MAYERLeia esta história GRATUITAMENTE!