dear dream.

2.2K 269 89
                                    

- HYUNG!

Chenle gritou assim que encontrou Mark se preparando pra sair do dormitório. - Que história é essa de sair do grupo?

- Donghyuck você prometeu. - Mark falou baixo, e logo em seguida os outros membros entraram.

- O que tá acontecendo com você, hein? Primeiro manda aquela mensagem toda gay no grupo e vai fugir da SM? Vai deixar a gente? - Renjun falou em um tom indignado.

- Eu fiz uma merda muito grande e agora eu tenho que sair, porque eu falhei em proteger vocês... Ser adulto não é fácil. - Disse Mark.

- Nada nessa porra de empresa é fácil e eu tô nela faz uns cinco anos. Sabe por quê? Porque não se saí de uma empresa do nada. - Jeno disse e Mark literalmente ficou em silêncio e ignorou os garotos.

- Por que você vai sair assim? Tem que ter um motivo, alguém te expulsou? Deu alguma merda?  - Renjun o encheu de perguntas, fazendo de tudo pra não deixar o hyung sair. - Ninguém pode te substituir, hyung. Só você tem o cargo de namorado do Donghyuck.

- Eu sei, Renjun. Mas não dá mais pra eu ficar.

- Lógico que dá! Você tá inventando mentira, eu sei porque eu fiz isso por um ano inteiro mas não é toda mentira que dá pra esconder! - Renjun o segurou pela blusa.

- Ya, por que tá todo mundo escondendo segredo? Recentemente tá todo mundo estranho! - Donghyuck indagou, e a sala ficou em silêncio.

- ... Quem tá escondendo merda é o Mark hyung! - Jaemin apontou pro mesmo.

- Ah pronto, eu só escondi porque eu tenho medo da reação de vocês. - Mark disse enquanto tentava se largar de Renjun.

- Todo mundo aqui tem medo, mas nós somos família, a gente não pode se deixar por besteira! - Chenle gritou novamente.

- Então parem vocês de esconder as coisas e me falem logo o medo de vocês! - Mark gritou de volta, e eles ficaram em silêncio. Aquele silêncio toturante novamente. Renjun soltou a blusa do mais velho, não vendo outra opção a não ser se render ao silêncio e a decisão de Mark. Os seis garotos estavam tristes com aquilo, o que o deixava com uma dor do peito de ir. Mas quem ele menos esperava, foi direto para os seus braços, o abraçando apertado.

... Jisung?

- ... Meu medo é ver você sair. - Jisung disse com dificuldade devido ao nó em sua garganta. - Eu não quero que você saía do Dream, eu quero você com a gente sempre. Eu sei q-que é egoísta pensar assim, mas eu quero você como hyung do Dream sempre, eu não quero muito menos ver você partir assim. É o nosso último comeback, sua presença é fundamental.

Ouvir o maknae chorando daquela forma quebrou o coração de cada um ali, foi inevitável não chorar junto com ele, todo mundo ali sentia o mesmo que Jisung, até mesmo o Mark. No fundo, ele nunca quis fazer aquilo.

- Sung-Ah, me desculpa. Eu não vou mais sair, eu prometo ficar com vocês. - Mark retribuiu o abraço na mesma força, estava apertando Jisung na mesma força que o seu remorso estava o acertando. Mark não podia deixar seus dongsaengs assim. Eles eram a sua família, e eram o seu lar.

- Ei, esse é o momento que a gente faz um abraço em grupo. - Mark chamou os outros garotos com a mão, que logo se juntaram no abraço. O que há alguns minutos atrás estava sendo uma gritaria, agora havia virado uma choradeira só. A única coisa que eles escutavam eram os soluços de cada um, Mark nunca se sentiu tão amado que nem ele se sentiu naquele momento.

- Nossa, até o Haechan chorou. - Mark fungou, sorrindo ao ver o rosto de seu namorado coberto de lágrimas.

- Você me assustou, idiota. Nunca mais faça isso. - Donghyuck secou as lágrimas rapidamente.

- Assustou todo mundo aqui, quando você sair do Dream a gente vai lá nas outras units te encher. - Jaemin sorriu, secando suas lágrimas.

- Então... O que acontece agora? - Perguntou Jeno.

- O comeback do milênio sai amanhã. Então a gente espera e deixa as coisas rolarem. - Mark deu de ombros.

- Pera, antes de qualquer coisa, eu tenho que contar que um dos nossos managers bateu em mim e no Jisung, e eu ia deixar isso pra lá mas não deu porque eu não quero mais ver esse fedido. - Chenle disse, fazendo os membros olharem pra ele. - O único que eu contei foi o Mark hyung.

- ... Então, Lele, eu meio que fui lá falar com ele sobre isso, e ele me botou uma pressão psicológica do caralho e ainda por cima me ameaçou, e esse é meio que o motivo pra eu ter quase saído. - Mark deu um sorriso fraco, como se tivesse dito algo simples como "Acabou a manteiga"

- O nosso manager homofóbico que briga com a gente por respirar e por rir, bateu no Chenle e ameaçou você e você não falou nada pra mim?! -Donghyuck perguntou e Mark confirmou com a cabeça lentamente.

- Okay, novo plano: abaixo-assinado pra tirar o fedorento da empresa e meter o processo. - Sugeriu Renjun.

- E trazer o Mc Ari de volta. - Completou Chenle, se referindo ao antigo manager.

- Saudades Mc Ari. Enfim, mãos no centro. - Mark pediu, e assim fizeram. - Vamos nós empenhar no comeback pra deixar os Czennies orgulhosos e tirar o fedido da empresa a qualquer custo. Em nome da juventude, da rola que a gente gosta e dos garotos não assumidos. YO DREAM!

- JJEOREO JUJA FIGHTING!

We Go Up! (nct dream)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora