you should rest!

Começar do início
                                    

Mark não podia ver um lugar para se encostar que ele já queria ficar ali. Quando os meninos paravam por alguns minutos, ele se encostava em uma parede e apenas sentia seus olhos se fechando lentamente contra sua vontade. Eles apenas se abriam quando ele tinha que andar novamente ou quando alguém se aproximava, as vezes ele nem abria os olhos, sentindo que cada vez mais o sono o levava:

-Levanta a cabeça, princesa. O comeback já tá chegando.

Mark abriu os olhos lentamente para ver quem estava falando, e não podia ser ninguém a não ser Donghyuck para falar uma coisa dessas. Tudo o que ele fez foi dar um riso nasal em resposta, encostando a cabeça na parede novamente.

- Sua olheira tá mais funda que a minha, misericórdia. - Donghyuck falou novamente, só que em um tom preocupado. - Já tentou uma coisa muito legal chamada "descanso" ? É muito bom, repõe as energias.

- Homem de várias units não pode dormir se não leva tapa da SM. - Mark falou baixo, e Donghyuck revirou os olhos.

- Desde que você ficou adulto você ficou mais chato e responsável. 

- Responsável o suficiente pra cuidar de tudo, e ainda proteger o nosso relacionamento de ser descoberto.

- Awn- Pera, credo, você ficou mais meloso também. Eu não ligo pra isso, todo mundo já sabe mesmo.

- A SM não sabe.

- Vai saber agora. Vem, deixa eu te beijar. -Donghyuck disse, ameaçando de beijar o mais velho, que na hora já despertou para impedir aquilo.

- Haechan, você ri na cara da morte.

- Lógico. Eu rio do Renjun.

Mark deu uma gargalhada alta, logo em seguida dando um tapa no braço do mais novo.

- Quando a gente chegar, você vai tentar cochilar. Nem que seja por alguns minutos, quero você cochilando, ouviu?

- Tá bom, Hyuck.

- "Tá bom" nada, isso aqui é bem sério.

- Okay então, mãe.

[...]

Mark pensou que não iria obedecer o namorado, pensou que conseguiria aguentar mais um pouco, mas logo depois de terminarem o seu trabalho, seu corpo deu um basta.  Ele capotou.

Já não bastava o enorme cansaço em seu corpo, o canadense agora tinha uma dor de cabeça que parecia que logo ele iria chorar de dor. Só queria dormir para passar, mas sua dor o atrapalhava muito, mesmo com o travesseiro em seu rosto.

Até que novamente Donghyuck entrou no quarto de novo. Era incrível, parecia que aquele garoto tinha um sensor que apitava quando Mark estava mal.

- Haechan-Ah. - Mark o chamou com a voz abafada pelo o travesseiro.

- Como você descobriu que era eu? -Donghyuck perguntou.

- É impossível não saber com você cantando Red Velvet com essa voz de esquilo. - Mark respondeu, com a voz ainda abafada.

- ... Minha voz não é de esquilo-

- Aproveita que você tá de pé e me faz um favor? - Mark o cortou, antes que ele começasse uma discussão sem fim.

- Depende.

- Preciso que você me pegue um remédio pra dor de cabeça, e ligue pros membros lá no dormitório pra-

- Tá eu não vou. - Donghyuck poderia até ir pegar o remédio, mas não estava nem um pouco afim de ligar pra algum membro. Não porquê ele não ligava pra eles, mas é porque ele estava com preguiça mesmo.

- Hyuckie! - Mark resmungou, e Donghyuck continuou o ignorando. Mas tinha uma chantagem que ele sabia que Donghyuck não iria ignorar.

- Jagiya... - Mark falou em um tom manhoso, e foi como se ele tivesse tocado no ponto fraco do mais novo.

- Não vai funcionar, não vem de melosidade pra cima de mim.

Ele tinha dito aquilo, mas sabia que já estava funcionando.

- Por favor... Minha cabeça tá doendo muito. Faz essa pra mim, Jagi?

Donghyuck hesitou, mas não resistiu por muito tempo. Indo pegar o remédio e a água pro seu hyung tomar. Mark lentamente deixou um sorriso escapar ao ouvir Donghyuck pegar as coisas com a maior raiva do mundo.

- Toma aqui o remédio, seu merda. - Donghyuck se sentou na cama, batendo no travesseiro que estava em cima do rosto do namorado, que logo levantou para tomar o remédio. Mesmo tentando parecer irritado, Donghyuck estava realmente preocupado com o mal estar de seu precioso namorado, sua cara estava péssima, ainda mais agora por causa da dor de cabeça. - É pra ligar pra quem?

- Renjun. Ou sei lá liga pra quem você quiser. - Mark disse, logo em seguida tomando o comprimido.

- Tá, eu vou ligar pro Jeno.

- Quer que eu diga o que você tem que falar?

- Não. Chega de tentar fazer isso e aquilo. Dorme aqui no meu colo que eu vou ligar. -Donghyuck colocou o travesseiro em seu colo para Mark deitar. Mark, não tinha muita escolha então assim fez.

Donghyuck realmente ligou para Jeno para perguntar como estavam, foi dizendo tudo certindo e Mark não teve que mover nenhum músculo enquanto ele fazia isso. Donghyuck se sentiu grato, mesmo não parecendo, ele se importava bastante, era o seu namorado que estava quase morrendo de exaustão na sua frente. Claro que Donghyuck também estava praticando pra dois comebacks, mas parecia que Mark dava muito mais de si do que ele devia? Mark se cobrava demais mesmo sendo tão novo, era preocupante.

Mas o que importa era que ele estava ali, finalmente dormindo. E mesmo que fosse só algumas horas antes dele acordar e voltar para sua rotina cansativa, ainda era bom o ver descansando, o mínimo de descanso que fosse.

We Go Up! (nct dream)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora