O dia das compras

5.3K 214 8

Eu acordei, e Amanda estava deitada ao meu lado, me olhando com um sorriso lindo, pra variar.

Eu me levantei, escovei os dentes, coloquei um vestidinho e dei um beijo nela, logo após disse bom dia. Não passei o dia com ela, pois ia fazer compra com a minha irmã mais tarde, então depois do almoço peguei minhas coisas e fui pra casa.

Chegando la, escovei meus dentes, arrumei o cabelo, coloquei um vestidinho rosa claro e uma sapatilha vermelha. Okay, eu sou lésbica, mas me visto como uma garota normal, afinal, eu sou uma garota, certo?

Peguei meu celular e mandei mensagem pra minha irmã perguntando onde ela estava, então mandei uma foto para Amanda mostrando minha roupa.

Minha irmã tem 21 anos, e é hetero, eu sou a única não hetero da familia, até agora, porque tenho quase certeza que meu primo é gay.

Amanda respondeu minha mensagem dizendo que eu estava linda. E minha irmã (Aline) respondeu dizendo que estava me esperando em frente de casa já, então peguei minha bolsa e meu óculos de sol e fui.

Minha irmã estava com o namorado, Luis que eu odiava, e ele tambem me odiava, pelo simples fato de eu ser lésbica e ter rejeitado ele em uma festa, antes dele namorar minha irmã, claro, apesar de eu não desconfiar que ele ja tenha traido ela.

Mas okay. Fomos até o shopping e esperimentamos umas roupas, a maioria ficou melhor em mim que em Aline.

Tirei umas fotos e mandei para Amanda, e perguntei qual roupa tinha ficado melhor. Ela escolheu um vestido vermelho, justo até e cintura, a cima do joelho, aberto nas laterais da cintura, com decote U. Eu estava procurando roupa para o aniversário de Luiza, então comprei o vestido para mim, e um all star com o simbolo da banda Guns and Roses pra ela.

Luiza faria 16 anos daqui 3 dias, e eu e Amanda já haviamos comprado presentes e roupas para ir.

O tempo passou rapido, e apesar de eu não gostar de Luis, não liguei por ele estar junto, afinal, quase não senti a presença dele.

Minha irmã me levou pra casa, e eu mandei mensagem para Amanda, contando como foi meu dia, e o que eu comprei. Ela me disse que seu dia foi bom, menos pela parte que seu pai apareceu em sua casa, e disse que estava com saudade dela, mas Amanda não ligava mais pra ele, e não sentia sua falta, então nem se importou muito.

Uma adolescente diferenteLeia esta história GRATUITAMENTE!