1. Curious

9.5K 1.3K 1.9K

O capítulo anterior se tratava de um prólogo, cujas cenas ocorrem um pouco mais à frente na fanfic. Então este é o primeiro capítulo oficial, e os acontecimentos daqui são anteriores ao prólogo. Tenham isso em mente, até que cheguemos no ponto da história que nos leva aos acontecimentos do capítulo passado.

Boa leitura.

-------------------

ANTES

Jungkook observava a chuva cair pela janela de vidro. O dia estava claro e cinzento. Nada lhe parecia anormal. Pelo contrário, era como se um monstro enorme de garras negras lhe sufocasse. Tédio. Nada mais lhe chamava a atenção e a rotina lhe deprimia. Acordar todos os dias, trabalhar naquela lojinha de conveniências, receber um salário baixo, que lhe serviam apenas para pagar por seu aluguel e as contas da casa. Pouco lhe sobrava exatamente para divertir-se — embora trabalhar numa loja de conveniência sem câmeras, lhe permitisse furtar muitas garrafas de soju, cerveja e vodca. Não que ele achasse aquilo certo. Apenas fazia, sem pensar muito sobre o assunto. Algo sobre "distribuir a riqueza das oligarquias entre os menos favorecidos" lhe soavam tocantes e escusas.

Apoiado no balcão, bufou impaciente. Seu emprego era chato, sua vida era chata, seus relacionamentos e vida sexual eram chatas. A única coisa interessante eram seus amigos. E falando nos diabos...

O sininho da porta soou, indicando novo cliente. Não era necessário, já que o balcão do caixa era posicionado de frente para a porta, por onde o beta Jung Hoseok acabara de entrar, com a cara amarrada e os olhos vermelhos.

— O que foi? 'Tava fumando alguma coisa? — Jungkook o pergunta, observando a coloração nos olhos do amigo.

— Antes fosse — Hoseok resmunga. — Aquele Brat maldito... — bufa, pegando uma garrafa de Soju no refrigerador verde.

— Você já sabia que ele não era do tipo obediente — Jungkook responde sem humor. — Até eu que não pratico bdsm, sabia que você não iria aguentar.

— Mas eu sou um Switch, oras — Hoseok exclama em tom indignado. — Eu posso ser tanto Dominador quanto Submisso. Eu era a melhor aposta para dar certo com um submisso malcriado.

— Talvez você devesse me explicar melhor esta coisa outra vez... — Jungkook indaga franzindo o cenho. — Esse negócio de Brat, não é uma coisa ruim?

— Não necessariamente — o Jung diz, dando um gole na garrafa de vidro. — O negócio é que dentro desse mundo de dominação e submissão, um Brat é exatamente ao contrário de um submisso. Ele não aceita ordens apenas por aceitar. O Dominador precisa fazer por merecer. Só que a grande e esmagadora maioria de Dom's e Domme's não tem o menor prazer em dar ordens para serem desobedecidos. E o Brat é alguém que desobedece ciente de que aquilo irrita seu Dom, mas a questão é que ele sente prazer em afrontar aquele que supostamente o domina.

— Oh... — Jungkook fala. — Então... Você gostava de ser desobedecido? — pergunta confuso.

— Aish, claro que não, Kook-ah — Hoseok responde. — Mas eu gostava de fazer por merecer. Eu gostava de mostrar a todos, que aquele bratzinho descarado se submetia à mim. Ainda mais depois do fracasso da relação dele com aquele branco azedo...

— O tal Yoongi, né? 

Jeon já sabia daquela história.

"E lá vamos nós de novo..." — o avermelhado pensou, ao lembrar que tocar no nome do tal Yoongi — o qual ele sequer havia visto alguma vez na vida — era o início de um enorme monólogo de um desgostoso Hoseok. Monólogo e não conversa, já que o rapaz quando começava naquele assunto, nunca mais parava. Iniciava um debate consigo mesmo, ao que Jungkook não sabia bem o que dizer, já que além de não conhecer Yoongi, também não conhecia a fundo como funcionava uma relação de bdsm — apenas sabia por alto, já que o amigo Hoseok era praticante e sempre lhe contava muitas coisas.

INCANDESCENTE | jikook • Abo • bdsmLeia esta história GRATUITAMENTE!