Jake abaixa o Carter e eu saco a arma, atiro no primeiro homem que cai no chão, o quarto homem tenta acerta um tiro em mim, mas desvio e atiro acertando na perna dele. Os outros estava vindo atrás de mim e boto o soco-inglês, o segundo tava vindo em cima de mim pra acerta a faca no meu corpo, só que desvio de todos e acerto um soco na sua cabeça que caí inconsciente no chão. O terceiro homem tava vindo na minha direção desvio de duas facadas mas uma acerta no meu braço de leve.

Eu: Desgraçado.- Acerto um chute na sua barriga, ele caí no chão e vou até ele e dou o último golpe para ele apaga.- Vamos logo antes que mais deles chegam.

Entramos no carro e vejo sangue na minha blusa.

Eu: Merda.

Carter: Vamos para o hospital.

Eu: Não precisa. Pega a minha bolsa nela tem uma blusa social.

Jake: Tem um kit de primeiro socorros aqui- ele me dá a maleta pro Carter.

Eu: Ótimo. Só deixa eu tirá essa blusa- sem pensar tiro a blusa e fico só de sutiã- me passa o um algodão, senhor Carter.

Carter: Aqui. Por quê você fez aquilo?

Eu: Eu tinha que reagir, se não você estaria morto e eu raptada.- sinto o olhar dele indo pro meu peito.- Olha pra outro lugar, eu em.

Carter: Tá,- dá um sorriso de canto- mas me responda mais uma pergunta. O por quê ele queria te sequestra? E o por que você anda armada?

Eu: Eu não posso responde às duas perguntas.- passo um pouco de álcool setenta no algodão e passo no ferimento pra limpalo- Aiii filho da puta.

Carter: Jake vamos para o hospital.

Eu: Não vamos não. Vamos para a entrevista, e eu já estou melhor. Agora passa minha blusa.

Carter: Tem certeza.

Jake: Senhor Carter, ela está bem. Eu já vi ela em situação piores.

Eu: JAKE!!!

Carter: E que tipo de situação seria?

Jake: Me desculpa Carter, mas não posso fala.

Eu: Obrigada Jake. Ryan, desculpa senhor Carter, você não vai querer saber de mim. Mas eu sei que você cutucou uma onça com vara curta, então agradecer não faz mal a ninguém.

Carter: Obrigada por me salva. E pode me chama de Ryan.

Eu: De nada. Pronto, já chegamos.

Jake: Sim, Aléxia você sabia que podia morrer.

Eu: Que nada. Agora vamos.

           Sai eu e o Ryan do carro e entramos em um restaurante chique. Eita isso que é lugar para entrevista.

" Bixaaaa, posso chama o CEO pelo nome, sou foda, kkkk."-penso.

Ryan: Boa noite.

Repórter: Boa noite. Pensávamos que não ia vim mais.

Ryan: Me desculpe, ocorreu um atraso mas viemos. Bom essa é a minha secretaria senhorita...

Reporte: Pera você é a modelo Sara.

"FODEUUUUU TO FERRADA."

Eu: Era mas meu nome verdadeira é Aléxia Ortega.

Repórter: Sempre quis saber o por quê você desistiu da sua carreira?

Eu: Me desculpa. Mas viemos para a entrevista, não para fala de mim.- a reporte me olha com uma cara de raiva.

Repórter: Bom esse é o Cameramam e viemos fazer algumas perguntas.

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!