O meu cabelo ruivo.

651 118 141

 Eu sou ruivo e sou cult

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Eu sou ruivo e sou cult.
Não tenho como mudar alguém que passou mais de meio século acreditando em processos retrógrados de socialização, conservadorismo e outros. Este é um dos motivos que me levaram a desistir de dialogar com os meus pais.

É comum que a cada ano vivido, os jovens se afastem de sua família (pelo menos a maioria deles), e se sintam mais confortáveis em suas rodinhas de amigos do que em qualquer outro lugar.
 
Eu não me sinto confortável em lugar algum.

Acredito, ainda, que o mundo é movido pelo interesse, e até mesmo quando existe uma amizade verdadeira, há uma pequena dose desta porcaria no meio. Cito não apenas o interesse material, mas também o sentimental, já que ninguém quer ser tratado como lixo. É o desejo de estar junto e o medo da solidão que obriga as pessoas a se unirem.

Alguns têm medo de se sentir só às vezes.
Eu me sinto assim todo o tempo.

Após se dar conta de que a mãe, até então morta, havia retornado à cidade, Florence Bingley, a garota que eu gostava, se tornou uma vadia.

As pessoas têm uma ideia de promiscuidade em relação à palavra vadia. Contudo, eu discordo. Não creio que a palavra tenha o significado popular, mas sim que dependa do ponto de vista do qual se parte. Para mim, uma vadia e um vadio são os que infernizam a vida dos outros, já que a própria se encontra num estado deplorável... um completo caos.

Eu sou um vadio.

A garota foge da mãe sempre que pode, e prefiro crer que ela tenha se afastado de Vincent exatamente por este mesmo motivo. Florence é covarde. Quando nota que está se envolvendo mais do que deveria, ela foge e se esconde por trás da máscara de garota má, mas a única coisa que ela realmente possui de ruim é sua coordenação motora, e sua péssima capacidade de conseguir esconder o que sente.

 Quando nota que está se envolvendo mais do que deveria, ela foge e se esconde por trás da máscara de garota má, mas a única coisa que ela realmente possui de ruim é sua coordenação motora, e sua péssima capacidade de conseguir esconder o que sente

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Geralmente, mesmo quando me esforço bastante, sinto uma imensa dificuldade de aprender. As letras se movem em minha cabeça de uma forma distinta, e os professores não parecem compreender muito bem o que tenho. Todavia, não peço ajuda, apenas aguardo ansiosamente pelo dia em que tudo isso acabará.

Homeboy - amigavelmente amigável (livro 1).Where stories live. Discover now