Capitulo 61

5.4K 473 64

Anteriormente...

FlashBlack on:
__ Bruno eu preciso te contar uma coisa antes de responder o seu pedido - respiro fundo
__ O que foi Manuela? Vai falar que tu tá com outro? - diz se levantando e me olhando dentro dos meus olhos
__ Não, não é isso, é que... - não consigo termina e ele me interrompe
__ É, que?
__ TO GRÁVIDA - digo e encaro o mesmo que fica sem tem o que falar, com um olhar que
Flashback off

Fique agora com o capítulo de hoje...

__ Isso é verdade mesmo ou é mais uma barriga falsa? - ele diz e começa a rir, posso ver o nervosismo e a desconfiança estampado em seu rosto

__ Sim eu estou grávida Bruno, estou indo pra quase quatro meses de gestação, vem, vamos pra casa que eu te mostro todos os exames inclusive a ultrassom, e se mesmo assim você não acreditar, posso fazer um teste de farmácia na tua frente - digo cruzando os braços e erguendo uma sobrancelha

__ Não é que eu duvide, mais caralho, eu vou ser pai - ele se abaixa e fica na altura da minha barriga

__ Bruno e.... - ele não me deixa falar

__ Calma, preciso conversa com o MEU filho - balanço a cabeça sorrindo - Ei garotão, tu vai comer muita buceta nesse morro - dou um tapa na cabeça dele e ele rir

__ a mamãe é nervosa tá vendo né? Mais com uns beijinhos isso passa pdp, papo reto mesmo? Te amo filho, e eu sei que vai ser menino, de menina já basta a mimada da sua irmã - lágrimas começa a cair, por um instante eu esqueci de tudo ao nosso redor, naquele instante só existe nós dois, quer dizer, nós três

__ Bruno olha pra mim - ele se levanta e me encara

__ Porra Manuela eu que queria fazer uma surpresa pra ti, e quem ganha as surpresa sou eu, agora mais do que nunca, tu vai ficar comigo, não quero ninguém tentando te fazer mal, e vai ter segurança pra tu e pra minha filha

__ Sua filha? - digo surpresa

__ Sim MINHA filha, Lívia é minha filha, algum problema? - ele diz fazendo cara de mal

__ Não, nenhum - sorrio - Bruno acho que temos que ir devagar, não sei, eu tenho meu trabalho, tenho já uma vidinha, vamos tudo com calma tá bom?

__ Não tá bom, mais posso me satisfazer com isso por enquanto, mais oh, nada de tu ficar com ninguém - ele pega na minha cintura, coloca a mão na minha nuca e me beija, que saudade desse beijo, entre-laço meus braços no seu pescoço, ele brinca com minha língua e explora cada canto da minha boca, o beijo estava perfeito, mais tivemos que interromper por causa da falta de ar

__ Acho melhor a gente voltar, minha festa ainda está rolando - limpo o canto da minha boca, ele alisa meu rosto

__ Vou te fazer feliz, escreve aí - ele sela nossos lábios - vamos voltar pra tua festa - ele pega na minha mão e com uma certa delicadeza coloca o anel no meu dedo - quero que todos saiba que a Rocinha já tem sua patroa - ele beija minha mão

__ Eles sempre soube que a patroa sou eu - começo a rir e entro no carro - vamos, temos uma festa pra curtir - sorrio e fecho a porta do carro

FIM DA NARRAÇÃO

BRUNO NARRANDO

Parça eu vou ser pai, vou troca umas idéias com Deus e pergunta se mereço tanto, porque eu não sou uma boa pessoa, mais papo reto? Minha vida tá perfeita desse jeitinho, mais oh segurança em dobro nesse morro a partir de hoje, quero ninguém estranho ciscando aqui na quebrada não, aqui não é bagunça fi.

Olha minha mulher, como é linda, é uma ótima mãe, a melhor mulher, amante, companheira, amiga, essa mina fecha 10/10 comigo, se ela pedir a lua eu roubo ela agora e entrego pra Manu, só pra ver os olhos dela brilhar, só pra ver nascer nos lábios dela aquele sorriso que me desmonta inteiro

Parece papo de baitola? Parece, mais to apaixonado nessa mulher, merece todo respeito do mundo, vou lutar e batalhar pra fazer ela feliz, isso eu garanto fi, estaciono o carro em frente à casa dela, desligo, abro a minha porta, saio, caminho até a dela, abro sua porta e a puxo pra mais um beijo, eu não me canso nunca de beijar essa boca gostosa.

FIM DA NARRAÇÃO

A Escolha Errada 2 [ MORRO ]Leia esta história GRATUITAMENTE!