CAPÍTULO 19

308 33 0

A sala de estar do castelo fica no andar de baixo, praticamente ao lado do salão de festa, onde passei as últimas horas.

Desço as escadas e caminho devagar até lá. Ainda estou com meu vestido azulado, mas estou descalça. Mayson me conhece, não vai levar a mal, na verdade não duvido nada que ele esteja do mesmo jeito.

Enquanto caminho imagino o que ele quer. Mayson é uma pessoa basicamente fácil de decifrar, mas é lógico que tem seus segredos.

Paro na porta. Análiso se entro ou não, acho que tenho medo do que posso descobrir.

E se Rilary estiver certa?

- Mayson? - digo entrando na sala.

- Oi - ele se levanta do sofá e sorri.

Esta com uma caixa quadrada nas mãos, ánaliso o que pode ser.

- Bem discreto você. É sério? Um bilhete?

- Não achei maneira melhor de te convidar.

Rimos juntos, me sento no sofá e Mayson logo ao meu lado, mantendo uma distância segura entre nós. Acho que tanto ele quanto eu sabemos o quanto uma simples aproximação pode nos afetar, mesmo que eu não saiba exatamente o motivo para isso.

- Então - digo colocando as mãos sobre o colo, um verdadeira dama. - o que queria?

- Quero te dar um presente. - Mayson diz.

Depois de um tempo convivendo com ele percebo que errei muito a seu respeito.

Eu apenas falo:

- Mayson não precisa, você já fez muito.

- Harley, pare com isso, olha, é um presente muito especial e se você não aceitar eu que ficarei chateado.

Aquilo foi tão lindo. Vou admitir que fiquei até meio sem jeito. Não o conheço direito, é estranho, mas... lindo. Ele continuou:

- Vire as costas e feche os olhos.

Eu obedeci, Mayson com toda delicadeza tira meu cabelo do pecoço e coloca um colar, um colar perfeito. Na ponta havia uma jóia linda, mais ou menos do tamanho do dobro de meu polegar, em formato de coração. É vermelho, pode-se dizer que é um rubi, eu quero agradecer, mas não consigo.

Fico por uns instantes parada olhando para o objeto, é belo e discreto ao mesmo tempo, eu nunca havia visto um colar como esse. É lindo demais.

- Mayson, isso é... incrível - digo segurando o colar e o observando.

- Essa jóia se chama "Le Coeur Jeune", é uma jóia rarissíma e a sua história declara que ele deve ser entregue apenas para pessoas que você admire.

Cada palavra dita por Mayson agora só me faz pensar no qão é raro encontrar pessoas assim, Mayson com certeza é alguém incrível, pode ser cedo para dizer isso.

- Estou sem palavras para descrever o que eu... sinto agora. É lindo, é maravilhoso, é... - eu estava gaguejando, não sabia mais o que falar.

- Harley, você merece.

Ele é inesplicável, incrível e ouso dizer, lindo. Não que eu queira me precipitar, mas Mayson está sendo bom demais para ser verdade.

Seus olhos, seu jeito de sorrir e falar, tudo nele é estranhamente... diferente de qualquer garoto que já vi.

Encaro Mayson por uns segundos me permitindo se perder em seus olhos, como quando dançamos a pouco tempo.

Sinto um certa aproximação de sua parte e institivamente sorrio e digo.

- Ah... obrigada, de novo. Obrigada mesmo.

- Sim, sim, claro... é... por nada - ele parece mais sem jeito que eu - não tem o que agradecer.

Nos levantamos e vamos até a porta. Mayson a abre e saimos juntos da sala.

- Err, boa noite Harley - ele diz com as bochechas num tom corado. Particularmente achei fofo.

- Boa noite Mayson. - digo sorrindo.

Por algum estranho motivo, mesmo depois de nos despidirmos, ainda permanecemos lá parados, um encarando o outro.

Sou a primeira a falar alguma coisa.

- Acho que vou... dormir.

Ele limpa a garanta e baixando os olhos também fala.

- Eu também.

Sai. E praticamente corri até meu quarto. Quando entrei nele fechei a porta apoiei a cabeça nela e comecei a rir. A rir sem parar! Não sei o que deu em mim. Só sei que estava feliz!"

CONTINUA...

Uma Coroa em Minha Vida    [CONCLUÍDO]Onde as histórias ganham vida. Descobre agora