Capitulo 24

1.8K 230 19

                                2n

E difícil pra crlh aceitar que tô perdendo o controle com a Fernanda depois que ela caiu naquela porra lá a mente dela deu uma reviravolta do crlh.

Nunca agredi Fernanda não sempre agi na pureza com ela mas ver ela com outro vai prestar não vou matar mesmo sem pena po tá maluco mulher ali e minha.

Tô ligado que tô dando vários mole não tô no direito mais nada justifica nos vem de novin, nos crescemos juntos se hoje tô com essa vida boa e pq ela batalhou ali do meu lado também me ajudou me deu apoio me deu tudo que eu precisei.

Tô ciente que se eu rodar vai ter essas mina por mim não, aliás ter vai até ter mais se liberar uma grana agora manda alguém ir enfrentar cadeia por amor vai ter não po só minha mulher e minha mãe mesmo.

Tava bolado meteu o pé de maluca pro baile mandada da porra mandei msg mais nada dela ver liguei dava só desligado fiquei puto se pegasse ia quebrar mesmo.

Domingo Lc chegou perguntei ele disse que ela não tinha chego porra perdi o resto da minha paciência já enchi a mente da minha mãe também pq Ellen fica indo atrás de Fernanda vou quebrar as pernas dela que ela vai ver só fdp.

Apertei um baseado com o Lucas fiquei marolando a brisa e depois parti lá pra mangueira fui resolver umas parada no morro depois brotei lá na casa da mandada.

Rapaz que ódio fdp até essa hora pela rua chegou igual uma sonsa se não fosse o irmão dela ia da merda graças a Deus ele me tirou dali pra mim não perder minha razão.

2n: namoral sua irmã me fode mesmo pqp - passei a mão no rosto

Lc: tô querendo me envolver nesse rolo de vocês não que eu nunca fui a favor disso - neguei

2n: tu não tem que ser a favor de nada não meu parceiro- ri – tava dormindo com minha irma e eu falei porra nenhuma - ele revirou os olhos

Lc: às vezes acho que não fiz uma boa escolha em trabalhar com você, tnc - virou a cara

Fui o caminho aloprando a mente dele maluco e firmeza po fomos lá pro jaca pagodinho de leve pra distrair o estresse vou deixar a outra na dela mais tá no meu porte ainda com certeza.

O preço dessa vida (M)Leia esta história GRATUITAMENTE!