Julho V

73 15 4

Enviado em: quinta-feira, 19 de julho (23:40)

De: Daniel.henri.chagas@mail.com.com.br

Para: Sandy.wolliner@freetalk.us

Assunto: RE: Summer vacations

Acho que deveria mudar o assunto desse e-mail para "winter vacations", já que você esquece que moramos em hemisférios diferentes. Só vou relevar porque sei que está contente por se aproximar da Califórnia — você gosta de praia e eu nem sabia? Você não visitou tantas assim quando esteve aqui no Brasil, visitou? Não me lembro. As praias daí devem ser ligeiramente diferentes, certo?

Enfim. Respondendo rapidamente à sua pergunta: sim, eu vou ajudar o Renan a passar de ano de verdade.

Eu nunca me importei em estudar — na verdade sempre foi a minha função. Sabe? Minha mãe cozinha, meu pai trabalha e eu estudo. Seria uma tortura se eu não gostasse, mas de vez em quando os assuntos me interessavam. Fazia um esforço aqui e ali pra absorver os que não me atraíam e o resto eu tirava de letra, como dizem (eu sei, a gente tem umas expressões bem esquisitas mesmo).

No ano anterior, eu ficara estudando na biblioteca da escola durante as férias sem obrigação alguma. Eu queria ficar longe de casa e ocupar a mente, e ler alguns livros que meus progenitores certamente não aprovariam, então só via benefícios. Acabei ajudando o Renan sem querer querendo nesse processo de estudar para a recuperação do meio de ano.

A diferença nesse terceiro ano é que eu estou consciente de que vou para a escola nas férias com esse objetivo já escancarado: fazê-lo se livrar das notas baixas. E se ir pra escola nas férias não quer dizer nada pra você, saiba que é um baita esforço pra maioria das pessoas. Pra ele inclusive, pro Renan, apesar de que não tem se mostrado desanimado ou desinteressado. Pra falar a verdade, o Renan tem se esforçado mais do que eu imaginei. Chega sempre no horário, sorrindo e disposto até a desligar o celular dentro da biblioteca.

Se eu não soubesse, até diria que ele anda mais empolgado para a recuperação que para as férias em si...

De qualquer forma, foi assim que passamos a semana.

Ontem foi oficialmente aniversário do meu primo. A festa será no fim de semana, mas é claro que, sendo da família, tínhamos que telefonar e dar os parabéns na data certa. Minha mãe ligou, passou o telefone pro meu pai, e depois pra mim. Eu não sabia o que dizer, mas eles estavam ambos na minha frente, então mandei um "parabéns" sem graça. O Carlos respondeu um "valeu" e ficou calado. Pra minha mãe, fingi que estávamos conversando e depois repassei o telefone pra ela falar com a mãe dele. Uma tortura.

Só não vai ser tortura maior que ir à festa. Ele não mandou convite, mas ligou e disse pros meus pais que eles estavam convidados — só que vai ser numa boate, e é claro que eles entenderam que a chamada foi só por educação.

— Então você vai nos representando, está bem? — minha mãe disse, colocando um ponto final na questão que eu já estava pronto para rebater.

Renan me contou que ele também o chamou — pelo que sei, aliás, ele chamou todo mundo, por mensagens no whatsapp, mas chamou. Foi um ato meio impensado porque o Carlos não está se preocupando muito com quem vai ou não, então ele sabe que a casa estará cheia. É claro que ele terá seu grupinho, sua mesa separada, tudo nos conformes, mas não vai ser obrigado a dar uma de "aniversariante" e anfitrião: ele interage com quem quiser. Não há diferenciação para quem vai como seu convidado e quem vai só pra ir na balada mesmo, sabe?

Eu ainda não acredito que vou ter que ir. E é óbvio que o Renan vai comigo porque não quero passar por isso sozinho.

Não vou comprar presente. Acha que devo? Carlos está fazendo dezoito, ele certamente ganhará toneladas deles.

Você se lembra da festa dos gêmeos no ano passado? Eu espero não beber nem metade do que bebi, inclusive estou fazendo um trato comigo mesmo: não preciso ingerir álcool. Não vou ingerir álcool. Ok?

Ok.

No seu próximo e-mail pro Renan, peça pra ele me impedir de beber porque tenho quase certeza de que coisa boa não vai acontecer se um fio de álcool descer pela minha garganta.

Por favor.

Com carinho,

Daniel Henrique Chagas    

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O que vocês acham que vai acontecer nessa festa?

Façam suas apostas :X

Aprendendo a Gostar de Você {Aprendendo III}Onde as histórias ganham vida. Descobre agora