Sua Alfa

3.7K 246 34
                                    

POV Demi

-Ally, não. Não precisa.- digo olhando nos olhos dela e eles voltam ao normal e seus dentes também- E você, vai embora!- digo olhando para Miley.

-Eu não vou embora sem você, Demi. Eu amo você e não vou deixar essa anã ficar entre nós- ela fala e sinto Ally se soltar das minhas mãos e parti pra cima de Miley, ela desferia golpes e mais golpes sem dar chances de Miley revidar. Quando percebo que ela não vai parar eu tento segurar ela, mas ela acaba me arranhando.

-Ally, para... Ai- vejo o sangue escorrer do ferimento e Ally para quase que imediatamente.

-Demi! Amor, desculpa. Meu deus- ela corre para me ajudar.

-Isso não acabou, sua nanica. Eu vou ter a minha Demi de volta- diz Miley e sai rapidamente. Ally me leva para o banheiro do shopping e pega algumas toalhas de papel pra estancar o sangue que escorria do meu braço.

-Me desculpa, por favor. Eu fiquei fora de mim- diz e vejo seus olhos se encherem de lágrimas.

-Ei, pequena. Ta tudo bem, amor. Eu vou me curar, vamos sair daqui, vamos pro meu apartamento, descansar.

Vamos para o estacionamento e entramos no meu carro. Vou guiando o carro e sinto uma dor aguda no braço e faço um careta de dor.

-Amor, deixa eu ver, eu quero te ajudar- fala preocupada. Chegamos no meu prédio e entramos na garagem.

-Não foi nada, só ta doendo, mas vai passar- falo e estaciono o carro,  ela segura meu rosto e me beija, sua lingua pede passagem e eu deixo. O beijo começou carinhoso, mas depois foi ficando selvagem.

-Nossa, se toda vez que você me ferir, você me beijar assim... Pode me ferir sempre- falo sorrindo.

-Você é uma idiota. Por que nunca me contou dessa garota?- pergunta Ally.

-Ela foi insignificante, ela foi a primeira menina com quem eu namorei, mas nunca aceitou o fim. Mas não se preocupa, eu sou sua, sua alfa.

Ally tira o cinto e se senta no meu colo, ela me beija de um jeito selvagem, sua lingua explora a minha boca, ela agarra meu cabelo e morde meu lábio. Vejo seus olhos ficando azuis.

-Você é minha. Minha alfa- fala puxando meu cabelo pra trás.

-Amor... Quando é seu cio? Acho que ele ta meio atrasado.- falo ofegante sentindo ela beijar meu pescoço.

-É hoje, Demetria. 13 de abril.-diz rebolando no meu colo.

-Hum... Eu tinha esquecido, merda. Eu esqueci de comprar as camisinhas.

-Pois eu sugiro que você compre logo, por que eu to doida pra rebolar em você, doida pra quicar no seu pau e gemer bem alto pra você- ela fala com uma voz rouca e desce do meu colo.

Dirigo rápido até a farmácia mais proxima e saimos do carro, mas Ally é mais rápida e dá a volta prensado seu corpo no meu, ela começa a me beijar e segura meu cabelo, ela vai mordendo meu pescoço e eu me arrepio quando ela aperta meu membro ja duro.

-Hum... Ele tá tão duro... Poderia te chupar agora mesmo...- fala no meu ouvido e eu gemo.

-Sabe... Assim parece que eu sou a alfa, que manda em você, que faz você gemer de tesão e você é a ômega fácil, delicada, que fica mole nos meus braços- depois que ela fala isso, eu tomo o controle da situação e viro ela de costas, podendo sentir a bunda dela colar no meu membro.

-Pra uma ômega você ta muito abusada, nós vamos entrar na farmácia, comprar as camisinhas e sair, entendeu?

-Claro, vamos logo- entramos e pegamos várias camisinhas de vários sabores, vamos até o caixa e Ally não para de agarrar e beijar meu pescoço, e o moleque do caixa não deixava de olhar pras pernas delas, até eu mudar a cor dos meus olhos assustando ele.

My Big Bad WolfOnde as histórias ganham vida. Descobre agora