Cap.3. Guardas

281 69 444
                                    

   Fechei a porta da carroça e me dirigi para a parte de trás do acampamento, para aonde ficavam os animais e a carroça de Dona Dinir, ela era responsável por guardar os mantimentos e também cuidava dos doentes sempre fazendo chás e lambedores.

   Pelo pouco que sei ela era de um clã de bruxas, após um massacre, poucas sobraram e ela se refugiou aqui.

  _Dona Dinir? - gritei enquanto batia na porta- a senhora tá aí?

  _ Bem aqui meu filho.

   Tomei um susto e me virei rapidamente, dando de cara com ela, sorridente ela passou por min e me chamou pra entrar. Enquanto ela cortava cebolas e eu batatas, contei a ela sobre Maya e sua amiga, contente com sua volta Dona Dinir me deu alguns pães a mais, enquanto preparava um caldo que fiquei de buscar mais tarde, ainda era bem cedo e muitos ainda dormiam, ouvi um barulho estranho, olhei pra Dona Dinir que me deu um sorriso contido.

  _ Meu filho, deixa que eu termino aqui, peça a Maya que se esconda, eles já estão aqui - ela disse calmamente enquanto mexia o caldo - peça a um pequeno para avisar, assim não chamara muita atenção.

   A encarei por um momento e depois sai apressado, era um pouco distante mais cheguei praticamente junto com eles, os cães já latiam e logo as pessoas começaram a sair de suas carroças e de suas tendas. 

  _Tio Levy! - Vitória veio correndo em minha direção, assim que saiu de sua tenda - você sumiu, tava com saudades.

  _Oi princesa, faz um favor pro tio ? - ela fez que sim com a cabeça, me abaixei ao seu lado, e pedi que avisasse Maya sobre os guardas, ela saiu correndo e eu voltei pra carroça Dona Dinir, não podia levantar suspeitas.

...

   Enquanto revirava a carroça de uma cigana, pedia mentalmente a Deusa para que Maya já estivesse longe daqui, quando saio da carroça a moça dona da mesma me olha com desprezo, sussurei desculpas quando passei por ela e já me dirigia a próxima quando escuto um guarda me chamando.

  _Eran! Vamos revistar aquela carroça ali, acabei de ver algo suspeito.

  _ O que ? - o encarei seriamente - o que você viu ?

  _ Uma menina saiu correndo de lá, vamos logo, talvez elas estejam realmente escondidas aqui.

   O acompanhei a contra gosto, e ordenei aos outros que continuassem as buscas, eu me sentia péssimo por estar participando dessa missão, mas ontem quando Maya fugiu tive que me prontificar para ajudar, não poderia levantar suspeitas e ainda não era hora de me juntar a elas.

   Adentramos a carroça, não estava trancada, havia um certo luxo nela, almofadas coloridas e bordadas com fio de ouro demonstravam que não era um cigano qualquer que vivia aqui, Samuel abriu armários e vasculhou tudo, movendo cama, panelas, mexendo em todo o lugar, a procura de qualquer indício de que elas estiveram aqui.

   Eu somente fiquei parado na porta observando, até que Samuel avistou um baú, grande e todo talhado com desenhos de lobos correndo, ele caminhou determinado, um arrepio percorreu minha espinha, mas ao pisar no tapete a piso fez um rangido alto, nos olhamos e o ajudei a fastar o tapete, com dificuldade retiramos a tábua e não encontramos nada além de madeira e carvão.

  _Isso tudo pra nada!  Estamos perdendo tempo aqui! Vamos embora.

  _ Calma Samuel, nada vem tão fácil assim, vamos pra cidade elas já devem ter seguido para lá.

   Dei uma última olhada no belo baú e sai da carroça, reuni os outros guardas e partimos em direção à cidade, Samuel parecia determinado e desconfiado, enquanto os outros vinham em um galope constante ele havia tomado a frente do curso para a cidade, e isso só me cheirava a problemas, talvez ele realmente estivesse sob as ordens de Talião.

...

Samuel

Dona Dinir

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Dona Dinir

Dona Dinir

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Eran

Eran

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
Seven DevilsOnde as histórias ganham vida. Descobre agora